Em gratidão a Manaus, gigante Honda apoia reativação de planta produtora de oxigênio

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Diante dos impactos da pandemia da covid-19 no estado do Amazonas, e do aumento de demanda por oxigênio no sistema de saúde para atendimento aos pacientes infectados pelo coronavírus, a Honda, em iniciativa voluntária, engajou-se em projeto da White Martins para a reativação da planta T15, unidade que estava inoperante desde 2009. A ação permitiu um incremento na produção local de oxigênio pela White Martins de cerca de 6 mil metros cúbicos por dia contribuindo para minimizar os impactos da crise de saúde para a população.
O trabalho contou com uma equipe de engenheiros e técnicos de ambas as empresas, totalizando mais de 100 profissionais, para a reforma completa das instalações e equipamentos, envolvendo desde um simples reparo e substituição de componentes até a complexa fabricação interna de peças. Colaboradores da Honda dos setores de Manutenção e Ferramentaria atuaram no projeto. Atualmente, a Moto Honda é a unidade mais verticalizada em produção de motocicletas do grupo Honda no mundo, o que confere um alto grau de especialização e versatilidade a seus profissionais. Esse diferencial possibilita que a empresa conte com uma equipe qualificada para a fabricação de moldes, ferramentas e componentes, bem como para a realização de manutenção industrial nas áreas de engenharia elétrica, mecânica e hidráulica.

A T15 começou a funcionar em fase de testes em fevereiro e entrou em fase 100% operacional no dia 15. A partir de agora, a T15 seguirá funcionando 24 horas por dia, sete dias por semana, produzindo oxigênio líquido, com o revezamento de funcionários da White Martins por turnos, enquanto for necessário.

“Não conhecíamos em detalhes o funcionamento de uma planta criogênica produtora de oxigênio. Mas isso não impediu o time de aceitar o desafio e contribuir com os profissionais da White Martins em uma causa tão nobre. Apoiar o estado do Amazonas em um momento como esse é mais do que uma ação de responsabilidade social corporativa. É uma forma de retribuir à população amazonense que há 45 anos acolhe nossa fábrica e pela qual temos um sentimento de gratidão”, afirma Julio Koga, Vice-presidente Industrial da Moto Honda da Amazônia.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta