Em crítica indireta a Amazonino, Wilson destaca atual estoque da Cema

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Ao anunciar que a Central de Medicamentos do Amazonas (Cema), unidade de apoio da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), atingiu neste mês de julho a marca de 74% de abastecimento de seus estoques, o governador Wilson Lima (PSC) fez uma crítica ao antecessor, Amazonino Mendes (Podemos), sem citar nomes. De acordo com ele, em janeiro de 2019 recebeu o depósito operando com apenas 12% da sua capacidade e determinou que se trabalhasse para regularizar os estoques e otimizar a assistência farmacêutica à população.

“Um dos principais fatores para esse aumento na capacidade da Cema, que é prioridade no nosso governo, tem sido o pagamento regular dos fornecedores. Com o pagamento regular, os fornecedores passam a entregar regularmente também. Isso é fundamental para que a gente melhore cada vez mais os nossos serviços na área da saúde”, ressaltou Wilson Lima.

Segundo o coordenador da Cema, Rafael Poloni, o resultado também é fruto de melhorias nos procedimentos internos e de um cuidadoso planejamento de compras realizado pela equipe da Central.

“A Cema criou uma gerência de planejamento, uma equipe multiprofissional na qual a gente conta com farmacêuticos, nutricionistas, bioquímicos, biomédicos, odontólogos e enfermeiros. É uma equipe em que o planejamento de compras é mais assertivo, de acordo com sua área de atuação”, afirmou Poloni.

O coordenador explicou que a Cema trabalha com cerca de 1.300 itens, entre medicamentos e insumos hospitalares. Desse total, cerca de 900 itens estão em estoque atualmente. A Central é responsável por abastecer todas as unidades da rede estadual, da capital e interior.

Segundo Poloni, o bom abastecimento na Cema também se reflete no abastecimento das farmácias nas unidades da rede estadual de saúde.

“Todas essas melhorias que desencadearam um aumento do nível de estoque na Central de Medicamentos do Amazonas se refletem na qualidade, na melhoria da assistência prestada nas unidades de saúde do Governo do Estado, e consequentemente vai melhorar a qualidade de vida dos nossos usuários do Sistema Único de Saúde”, acrescentou o coordenador.

Investimentos

A Central de Medicamentos do Amazonas (Cema) recebeu importantes recursos para execução de suas atividades e para o bom funcionamento de seus serviços no primeiro ano do atual governo. Os dados são do Relatório Detalhado do 3º Quadrimestre de 2019.

Em dezembro de 2019, a dotação orçamentária atualizada da Cema era de R$ 260.083.876,98, e a despesa liquidada era de R$ 187.346.734,49.

FOTO: Rodrigo Santos

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta