Em ação exemplar, Polícia acaba com sequestro de família na madrugada de Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Passava das 20h de ontem quando três criminosos fortemente armados invadiram uma residência na rua Visconde de Porto Alegre, Praça 14, zona Centro-Sul de Manaus, para tentar um assalto. No local estavam dois idosos e a cuidadora deles. O filho do casal chegou minutos depois e entrou em confronto com a quadrilha, chegando a balear um dos assaltantes, que acabou morrendo. Foi quando as Polícias Civil e Militar, acionadas, entraram em ação e, depois de um período de negociação, prendeu os outros dois integrantes do bando e libertaram os reféns, prendendo ainda em seguida comparsas que davam apoio ao bando.

Uma quadrilha fortemente armada anunciou o assalto na residência, aonde estavam Fabíola Mendes Vargas , 43 anos, a cuidadora, e o casal Flávio José Barros de Mendonça, 78 anos e Maria Auxiliadora Carvalho de Mendonça 75 anos. Pouco depois o filho deles, Flávio Carvalho de Mendonça, de 41 anos, chegou com alguns amigos trazendo um lanche e foi surpreendido pelos criminosos. Ele reagiu e acabou acertando um dos assaltantes, Jorge Adriano Anaquirir Moura, de 28 anos, que acabou morrendo.

Os outros dois que ficaram passaram a ameaçar o casal e a cuidadora. Foi quando Flávio chamou a Polícia, que rapidamente mobilizou um grande contingente. Nada menos que oito viaturas, negociador e policiais civis chegaram ao local e passaram a negociar a soltura dos reféns. Almerindo Figueira Mota Júnior 27 anos, e Lindocarlos Coelho Júnior 24 anos, acabaram se rendendo. A Polícia ainda prendeu Bruno Cézar Pereira da Mota, de 31 anos, , irmão de Almerindo, e Fabricia Corrêa Fontenelle 29 anos, que davam apoio à quadrilha do lado de fora.

Com os criminosos foi apreendido um arsenal de armas:  espingarda 16 CBC., rifre 44, pistola Taurus 380, pistola Glock UGP 017 G5 380, pistola Imbel .40, revólver Tauros .38 cano longo, revólver Tauros .38, sem numeração, outro .38 sem marca aparente e sem numeração e muita munição.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta