Ele foi preso, a Justiça soltou e três dias depois caiu de novo

Em menos de três dias, Jandson de Oliveira, 24, foi preso duas vezes pela Polícia Militar do Amazonas. Acusado pelos crimes de posse ilegal de arma e adulteração de sinal identificador de veículo automotor, Jandson foi preso na última quinta-feira (30) com outros dois homens, na zona Leste, mas foi solto pela justiça. Na manhã deste sábado (2/12), ele voltou a ser flagrado com uma comparsa, armado, preparando um assalto na zona Centro-Sul de Manaus. Nas duas ocasiões, todos que estavam com ele também já tinham passagem pela polícia.

Uma equipe da ROCAM recebeu, na manhã deste sábado (2/12), uma denúncia anônima de que um casal estava dentro de um veículo se preparando para roubar clientes de um estabelecimento comercial na Rua Tancredo Neves, bairro Parque Dez de Novembro, zona Centro-Sul de Manaus. Policiais se deslocaram até o local e fizeram a abordagem no veículo Gof azul de placa JWT-3375 onde Jandson estava acompanhado de Érica Gléssica Ramos Zenelato, 18. Eles estavam em posse de um revólver calibre 38 com a numeração suprimida. Eles foram presos pelo crime de posse ilegal de arma e encaminhados ao 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP). Érica já tem passagem na polícia pelo crime de roubo.

Na quinta-feira passada (30/11), Jandson foi preso na Feira da Bola do Produtor, no bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus. Uma equipe da ROCAM avistou um veículo com numeração da placa adulterada. A guarnição fez a abordagem e confirmou a adulteração. Ele foi preso e encaminhado ao 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP), acompanhado de Diego Caranha Farah, 22, e Lauro Sodré Serafim Bruno, 18, que também estavam no veículo. Diego tem passagem pela polícia por porte de entorpecentes e Lauro responde pelo crime de furto.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta