Dos 48 pacientes de fora recebidos no Amazonas, 27 já se curaram e retornaram para casa

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Um grupo formado por nove pacientes que haviam sido transferidos de Rondônia para o Amazonas, por meio da Operação Gratidão, recebeu alta no fim da tarde desta quarta-feira (31/03), do Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz, situado no bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. Até o momento, são 27 pacientes recuperados, de um total de 48 transferidos, por meio da ação do Governo do Estado.

A recuperação em solo amazonense trouxe esperança ao paciente Daniel Céspedes, internado na unidade de saúde referência no tratamento da Covid-19 no estado, desde o dia 26 deste mês. Livre do vírus, restou ao rondoniense apenas a gratidão ao estado vizinho, onde disse ter se sentido bem acolhido e tratado, diferente do que imaginou no ápice da angústia contra a doença.

“Eu não queria vir para cá, mas no último momento, eu disse ‘agora, eu vou’. Eu acreditei e graças a Deus, a equipe e todos são fantásticos, maravilha”, comemorou o paciente recuperado.

Retorno

Após a alta, os pacientes foram conduzidos até o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, de onde embarcaram com destino a Porto Velho (RO). Todo o procedimento foi assistido por uma equipe do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS), da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e do Ministério da Saúde, que auxiliou os pacientes durante o retorno para casa.

Na ocasião, foram entregues ao grupo kits produzidos pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), com produtos regionais, como uma forma de celebrar a união interestadual. Empolgado com o retorno para a casa, o jovem Domingos Trindade revela que passou por momentos difíceis na batalha contra a Covid-19, mas que a assistência dos profissionais no Amazonas foi fundamental para a vitória.

“Só tenho a agradecer ao Governo do Amazonas pelo tratamento que me deram e estou indo muito feliz pra minha casa”, celebra o paciente que revela seu maior desejo ao retornar para casa. “Abraçar minha filha de dois anos. Muitas saudades. Desde a minha primeira internação, lá no meu estado, já tem 19 dias que eu estou em hospital, então a saudade de casa está bem grande”, diz.

Suspensão

A “Operação Gratidão” permitiu que o Amazonas recebesse, em 15 dias, 48 pacientes de Rondônia e do Acre, dos quais 27 já se recuperam e tiveram alta do Hospital Delphina Aziz, para onde são encaminhados. Com o risco de desabastecimento dos medicamentos do kit intubação, a recepção de pacientes pela operação será suspensa.

FOTO: Lucas Silva

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta