Dono do Superterminais, Di Gregorio vai receber o título de Cidadão de Manaus na Câmara Municipal

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O Projeto de Lei que concede o diploma de Cidadão de Manaus ao empresário Franco Di Gregório foi promulgado, nesta terça-feira (15), na Câmara Municipal de Manaus (CMM). De autoria dos vereadores Joelson Silva (Patriota) e Amauri Colares (Republicanos), a matéria outorga o título ao administrador do ramo de navegação, com base no artigo 173, inciso 3, do Regimento Interno da Casa, como reconhecimento pelos relevantes serviços prestados e contribuição significativa à sociedade manauara.

Di Gregório é pioneiro no transporte de navegação fluvial e terrestre na Amazônia. O trabalho iniciado em 1977, com serviços regulares de balsas entre Belém e Manaus, reduziu pela metade, o tempo de deslocamento entre as duas capitais, e tem sido de grande serventia para a região, segundo Joelson Silva.

“Nosso reconhecimento vai para uma pessoa que acreditou no potencial da nossa cidade, trouxe vários benefícios e ainda presta um grande serviço ao nosso povo. Além disso, tem conseguido driblar os vários problemas ocorridos na economia brasileira, nos últimos anos, e o que é melhor, ainda gera aproximadamente dois mil empregos diretos em Manaus”, justificou Joelson Silva.

No início dos anos 1980, Di Gregório construiu uma frota de 1,2 mil carretas do tipo baú e utilizou o chamado “Ro-Ro Caboclo”, para transportar mercadorias e outros materiais e equipamentos sobre balsas.

A empresa também possuía dois navios afretados com capacidade para 125 carretas e que ligava uma linha expressa entre Santos (SP) e a capital amazonense.

Em 1993, o empresário fundou a Amazon Lines, navegação marítima que ligou Manaus à costa leste americana, com três navios, por uma linha expressa.

Porto seguro

Atualmente, com os negócios ampliados também no setor rodoviário, o empreendedor possui um porto privativo de uso misto em Manaus, e um depot (depósito) com uma área totalmente pavimentada de 185 mil metros quadrados, responsável pelo recebimento de navios com containers vindos da Europa, Ásia e Estados Unidos.

Certificação

Além de gerar empregos, as empresas de Di Gregório possuem a Certificações ISO 9001 e 14.001, que atestam a credibilidade do trabalho que realiza durante todos esses anos na Amazônia.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta