Dono de rede de lanchonetes morre ao reagir a assalto em sua residência

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O pastor e empresário Diogo Gonzaga da Silva, de 34 anos, morreu após passar por um procedimento cirúrgico no Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste. Ele foi baleado e teve o fígado perfurado durante um assalto à sua residência. A família dele foi feita refém pelos bandidos, que acabaram atirando na barriga dele no momento em que deixavam a casa.

Diogo era dono de uma rede de lanchonete conhecida na região Norte da cidade, a Mini-chef kikão, e teve a casa invadida pelos bandidos na madrugada de domingo. Um cliente assíduo do empreendimento é um dos suspeitos.

De acordo com a família, dois assaltantes entraram na casa por volta de 1h, no momento em que um funcionário foi rendido ao sair da casa para pegar um carro.

O pai da vítima, o empresário Mário Viana, de 57 anos, foi o segundo a ser rendido pelo bando. Em seguida, foram o filho do pastor, o próprio Diogo, a esposa dele e a mãe.

Os assaltantes vasculharam a casa e encontraram cerca de R$ 1.200. Quando estavam saindo, Diogo reagiu e segurou a mão de um dos suspeitos, que atirou. A bala atingiu sua barriga.

Familiares contam que a vítima ainda conseguiu desarmar o suspeito, que fugiu correndo, mas já havia sido baleada.

Diogo passou 17h internado e lutou pela vida, mas acabou morrendo no início da noite do domingo, por volta das 18h.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta