Divisão política enfraquece o movimento dos policiais militares e inviabiliza greve

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

greve da pm

Ao contrário do que ocorreu em abril de 2014, quando praticamente todos os cabos e soldados da Polícia Militar aderiram à paralisação que forçou o governo a negociar, a greve decretada ontem, depois do cancelamento de uma reunião com o governador José Melo, não teve a adesão esperada e não conseguiu parar nenhuma unidade da corporação. O motivo foi a divisão política, ocasionada pelos interesses voltados para a eleição de 2016.

Em 2014 o soldado Platiny Soares, àquela altura afastado da PM por indisciplina, liderou o movimento, saiu fortalecido, voltou à tropa por decisão do governador e elegeu-se deputado estadual. O deputado Cabo Maciel, que não apoiou a mobilização, só se reelegeu porque Melo colocou a seu serviço os “pelegos” da PM e garantiu outras bases no interior do Estado.

Depois da eleição, cada um foi cuidar da vida e o governo trabalhou com inteligência para desmobilizar a tropa, contando para isso, principalmente, com a atuação firme do coronel Gilberto Gouvea, que não deu espaço aos líderes das entidades que representam os policiais.

Hoje há pelo menos quatro correntes políticas entre os praças: aquela liderada por Platiny, que ainda mantém alguns aliados; a dos “pelegos”, aliados do Cabo Maciel; a Associação dos Praças, agora sob o comando do soldado Gerson Feitosa e a Associação dos Cabos e Soldados. Todas querem lançar candidato a vereador em Manaus na eleição municipal do ano que vem.

Platiny fingiu apoiar o novo movimento, mas não se moveu efetivamente para faze-lo acontecer. Maciel e seus aliados se omitiram, como sempre. E as duas entidades que chamaram a greve não conseguiram a adesão das tropas de elite da PM – Rocam e Força Tática. Estas duas foram fundamentais em abril do ano passado.

Hoje há adesões, mas ainda tímidas. Não existe clima político para a greve.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta