Dívida de R$ 30 milhões pode levar empresas de equipamentos a deixar de fornecer a hospitais

  • Empresas que fornecem equipamentos de saúde estão há mais de oito meses sem receber, tanto do governo quanto de organizações particulares.

Até o tradicional Hospital Adventista está vivendo essa situação, que acontece também na Unimed e Santa Júlia. As informações são de que as dívidas superam 30 milhões de reais.
A continuar a situação,o quadro tende a se tornar insustentável,pois os fornecedores estão segurando novas entregas e o estoque existente nas unidades está acabando,o que vai resultar que centenas de pacientes deixem de ser atendidos em suas necessidades.
Aproximadamente 20 empresas atuam nesse setor. Fornecem desde proteses para necessidades ortopédicas a atenta (espécie de um fio condutor) para derrame cerebral ou destinado a problemas cardíacos,entre outros.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta