Deputado sugere suspensão do recesso de meio de ano da ALEAM

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print
Por meio do requerimento nº 011613/2020, protocolizado na última terça-feira (19) na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual João Luiz (Republicanos) propõe a suspensão do recesso parlamentar do mês de julho devido à pandemia da Covid-19.

No documento, o Republicano justifica que o isolamento social, por conta do coronavírus, prejudicou os trabalhos da Casa Legislativa, suspensos de forma presencial desde o dia 19 de março, fato que exclui a necessidade de paralisar as atividades no meio do ano.
“Diante do cenário em que estamos vivendo, temos realizado os trabalhos de forma remota. Mas com a suspensão do recesso, além de poder exercer as nossas atividades normalmente, impedirá também que as votações de projetos importantes sejam adiadas para agosto”, justificou João Luiz.
De acordo com o parlamentar, os trabalhos da Casa Legislativa são essenciais e, devido às circunstâncias impostas pela pandemia, o Poder Legislativo deve manter suas atividades para seguir com a tarefa de legislar, transformando em leis as demandas da sociedade.
“Como parlamentares, temos o papel de legislar, cobrar a aplicação de medidas e fiscalizar, de forma permanente, a aplicação dos recursos públicos por parte do Governo e demais órgãos da administração, bem como debater com a população o conteúdo de matérias e demais demandas da sociedade”, enfatizou.
Na avaliação de João Luiz, o recesso no meio do ano seria imprudente, uma vez que o momento é de crise e exige um esforço concentrado em prol do Estado do Amazonas e, principalmente, da população amazonense.
“Vivemos uma situação atípica, na qual somente com a união de esforços poderemos minimizar os impactos negativos decorrentes da pandemia que assola o nosso Estado. Por isso, proponho aos meus pares que analisem e aprovem a minha proposta, cujo maior beneficiado é o Estado e a população amazonense”, concluiu o Republicano.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta