Deputado pede providências urgentes para a Saúde Pública

O deputado José Ricardo protocolizou nesta quarta-feira (20) junto à Secretária de Estado da Saúde (Susam) relatório com os resultados da fiscalização que realizou nas unidades de saúde do Estado do Amazonas neste ano. No documento, o parlamentar faz um diagnóstico sobre a real situação em que se encontram os hospitais e unidades de saúde, tanto da capital quanto em 19 municípios do interior do Amazonas.

No Município de Silves, um dos mais críticos do Estado, José Ricardo constatou em fiscalização que o Hospital Delfina Aziz, está numa situação calamitosa e que, conforme relata a gestora da unidade de saúde, o hospital está sem receber recursos do governado do Estado há mais de oito meses, além da falta de funcionários  para suprir a demanda e a não convocação dos aprovados no último concurso público. “É lamentável a situação da saúde pública do Estado, principalmente no interior. Quando estive em visita ao hospital, não tinha sequer alimentação para os pacientes. A diretora que deu um jeito para alimentar os pacientes e os poucos funcionários com recursos próprios”, destaca o deputado.

Além disso, ele ressalta que serviços básicos, como realização de exames laboratoriais, não estão sendo feitos na maioria dos hospitais dos municípios porque não tem material físico e nem funcionário para realizá-los. No caso dos exames de mamografia, alguns hospitais têm o equipamento, mas não têm técnicos para operá-lo. Faltam também médicos especializados, medicamentos, ambulâncias, infraestruturas adequadas, bem como faltam recursos humanos para atender a população.

Em Manaus, a situação não é muito diferente. No Hospital Francisca Mendes, por exemplo, há mais de 500 pacientes na fila esperando por cirurgias cardíacas, por falta de mais leitos de UTI. “Recursos que são desviados, como no caso das Operações Maus Caminhos e Custo Político, e que faltam para equipar os hospitais e evitar que mais pacientes morram aguardando um procedimento médico”. Diante disso, José Ricardo entregou esse documento relatando a situação, mas também cobrando do Estado providências urgentes.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta