Deputada médica se manifesta contra a reabertura dos templos no Estado

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Nas últimas 24 horas, foram registradas 610 mortes no Brasil por Covid-19, sendo 55 no Amazonas. O número total de óbitos, em todo o País, já passa dos 9.100. Dados que assustam e preocupam. Por isso, a deputada e presidente da Comissão de Saúde e Previdência da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Mayara Pinheiro (Progressistas), reforçou a importância do isolamento social na tentativa de coibir o avanço do coronavírus.
“É preciso cumprir a risca o isolamento social. Com a circulação de pessoas em ambientes abertos e fechados, o risco de contaminação aumenta. E infelizmente nosso sistema de saúde não comporta uma explosão no número de casos, por isso devemos respeitar as restrições”, destacou.

A abertura de serviços considerados não essenciais têm tomado conta do País e aqui no Amazonas, não é diferente.

Mayara lembrou que nesta semana  houve um debate nesse sentido na Casa Legislativa, com a discussão do Projeto de Lei, que permite a abertura de templos e igrejas de forma gradual.

“Não estava presente no momento da votação, já solicitei correção da Ata. Como médica votei contra o parecer do relator deste projeto, no seio da Comissão de Saúde da Aleam. Respeito muito a fé, a importância das igrejas e o papel social exercido por elas, mas o momento não é oportuno para aglomerações. Se puder, fique em casa”, concluiu.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta