Depois de ser condenado a pagar R$ 80 mil a Omar Aziz, deputado volta a desafiar senador

Condenado pela 9ª. Vara Cível do Amazonas a pagar R$ 80 mil por danos morais ao senador Omar Aziz (PSD) por tê-lo chamado de corrupto, o deputado estadual Fausto Junior (MDB) convocou a imprensa hoje para fazer um novo desafio a seu desafeto, em mais um lance da briga que já dura vários meses. “Eu o desafio a provar que não é investigado pela Polícia Federal e que não está ligado aos escândalos de corrupção na Saúde do Amazonas”, atacou.

Em julho deste ano, Fausto disse nas redes sociais que Omar “é corrupto”. A acusação foi feita logo após o deputado participar da CPI da Covid no Senado, dia 29 junho, quando os dois trocaram acusações e farpas. Na ocasião, Fausto divulgou informações do relatório da Polícia Federal, que desencadeou a Operação Maus Caminhos, e que apontou a participação do senador nos desvios que podem chegar a R$ 250 milhões na Saúde do Amazonas.

Fausto disse que vai pagar a indenização, mas pedirá nos autos que Omar doe a quantia ao Instituto de Assistência à Criança e ao Adolescente (IACAS), que cuida de vítimas de abuso sexual.

“Não vou me intimidar com Omar. Vou pra cima”, garantiu Fausto.

Denúncias

O senador Omar Aziz (PSD) convocou Fausto Junior à CPI do Senado para que ele detalhasse o relatório da CPI da Saúde na Assembleia Legislativa, da qual foi relator. Depois do embate forte entre eles na ocasião, Aziz encaminhou a todos os órgãos de fiscalização um dossiê acusando Junior e sua mãe, a conselheira do Tribunal de Contas do Amazonas Yara Lins, de enriquecimento ilícito.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta