Depois das alagações, Melo finalmente anuncia retomada do Prosamim

O governador José Melo finalmente resolveru assumir a responsabilidade pelas alagações e visitou ontem as áreas de igarapés atingidas pelas últimas chuvas em Manaus. Depois de abandonar as obras do Prosamim, ele mandou realizar obras emergenciais para a desobstrução do leito dos igarapés que transbordaram por causa da grande quantidade de areia e lixo, para a contenção de desbarrancamento e a reconstrução de ponte de madeira usada pela população.

Uma das áreas visitadas por José Melo foi a região do Igarapé do Quarenta, entre as avenidas General Rodrigo Otávio e Silves, onde há um braço do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). No local, o acúmulo de lixo jogado pela população e que não recebeu o tratamento devido do poder público municipal reduziu a vazão da água da chuva, provocando alagamentos na região.

“A chuva – mais de 100mm – encontrou o lixaral dentro do Igarapé, que transbordou”, disse ele, culpando a população pelas alagações. Outro braço do Quarenta assoreado, o Igarapé das Nações, também passa pelo mesmo processo de desobstrução e limpeza.

Ainda no sábado, o governador anunciou a ordem de serviço para mais uma etapa do Prosamim naquela região. É o trecho que falta entre a ponte da Silves e a rua Maués. Segundo José Melo, o Governo já está com recurso em caixa para fazer a desapropriação dos imóveis no trecho de 900 metros que falta. 

No bairro Cachoeirinha, outra área do Prosamim atrás do residencial construído pelo programa, ele alegou que está sendo feito um trabalho preventivo para conter o desbarrancamento provocado pelo desvio do leito do igarapé. “Vamos fazer o desassoreamento porque o igarapé não está no seu curso normal. Por causa do assoreamento ele fez uma curva e essa curva fez o desbarrancamento. Vamos retificar o canal do igarapé para que possa escoar da maneira natural e fazer a recomposição do talude para evitar que o desbarrancamento atinja a Quadra Bairro”, explicou o secretário Estadual de Infraestrutura, Américo Gorayeb.

Ainda segundo ele, será reconstruída a ponte de madeira para pedestre que liga uma margem a outra entre o Parque Liberdade e o Parque Cachoeirinha, destruída pela força da água e o lixo acumulado.

Na ocasião, o governador anunciou que este ano dará continuidade ao projeto do Prosamim da Cachoeira Grande, no São Jorge. “É uma obra feita por meio de um empréstimo da Caixa Econômica. Estamos fazendo ajustes no projeto e em julho eu entro lá com toda a força na obra da Cachoeira Grande. Vamos agora até a Kaco Caminha e, depois, vamos fazer o trecho até a ponte do São Jorge, onde vamos fazer um conjunto habitacional”, revelou. 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta