Denúncias de violência doméstica aumentaram 50% no período da pandemia em Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A delegada Wagna Costa, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) Norte/Leste, afirmou que, durante o período de pandemia por conta do novo coronavírus (Covid-19), as denúncias sobre violência doméstica tiveram um aumento significativo, de 50%, por meio dos canais de denúncias disponibilizados. Por conta disso, ela ressalta a importância da ida até a casa das vítimas.

Em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), a DECCM montou uma força-tarefa com equipe multidisciplinar, composta por assistentes sociais, motoristas e investigadores, que se dividem em duas equipes e permanecem, diariamente, em atividades externas de verificação de denúncias recebidas sobre violência doméstica, intervindo imediatamente, quando necessário, e transmitindo orientações gerais sobre o atendimento nos órgãos de proteção à mulher.

“As ações policiais se constituem na ida da equipe multidisciplinar até a residência das vítimas para verificar a situação de vulnerabilidade e dar suporte para a formalização da denúncia. Inclusive, transporte até a delegacia, conforme o caso. O objetivo é que nenhuma denúncia deixe de ser verificada”, explicou Wagna.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta