Começa a “guerra” de pesquisas no segundo turno. Uma é publicada e duas contestadas

Começou neste final de semana uma guerra muito conhecida do eleitor, e que pode realmente influenciar as decisões de voto. É a divulgação de pesquisas eleitorais. O Instituto Pontual foi o primeiro a publicar o seu levantamento, apontando que a diferença entre o jornalista Wilson Lima (PSC) e o governador Amazonino Mendes (PDT) atingiu índices estratosféricos – algo como 70% a 30% em votos válidos. Outras dois trabalhos, dos institutos Pesquisa365 e DMP, foram colocados sob suspeita pela coligação “Eu Voto no Amazonas”.

O Instituto Pontual fez sua pesquisa em Manaus e nos sete principais municípios do interior do Estado, o que foi contestado pelo marqueteiro do governador Amazonino Mendes, Marcos Martinelli. Segundo ele, todos os levantamentos do primeiro turno indicaram a vitória de Lima por mais de cinco ponto percentuais. “Mas o que se viu no final foi uma diferença de menos de um ponto, porque ganhamos em muitos municípios que não foram pesquisados”, diz ele.

A coligação de Amazonino diz ainda que o levantamento foi encomendado pelo jornal Amazonas em Tempo, que tem feito sistemática oposição ao governador. Por isso o coloca sob suspeita.

Wilson Lima evita comentar e comemorar os números, por enquanto. “Cada vez que surgir uma boa notícia como esta, vamos trabalhar mais”, disse um dos coordenadores da campanha, ouvido hoje pelo blog.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta