Cidade reforma apelo pela BR-319 em evento do Governo Federal

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (União Brasil), reforçou, nesta sexta-feira (17), a necessidade de implantação de programas sociais, em todas as esferas, para reduzir as desigualdades no estado do Amazonas, em especial entre os moradores dos municípios do interior. A manifestação ocorreu durante solenidade de adesão do Governo do Estado ao programa Brasil sem Fome, do Governo Federal, no Centro de Convenções Vasco Vasques, com as presenças do ministro Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

“Quem conhece o nosso interior sabe o que a nossa gente passa. Sabe da pobreza que ainda vivem os nossos ribeirinhos todos os dias, principalmente nas comunidades distantes e  mais agora com essa estiagem que está nos castigando”, disse Cidade, acrescentando ser importante que o ministro pudesse ser porta-voz de uma das nossas principais demandas: o asfaltamento da rodovia BR-319. 

“Precisamos do seu apoio, ministro. Precisamos que a BR-319 saia do papel urgente e nos tire do isolamento. Este mês, vimos cair a arrecadação por causa da falta de insumos, que não conseguiram ser trazidos para nossas indústrias com a falta de navegabilidade dos rios. Dependemos da Zona Franca para a nossa arrecadação”, continuou.

O presidente da Aleam também destacou o papel da Casa Legislativa na aprovação dos programas sociais executados pelo Governo do Estado, como o Auxílio Estadual Permanente e a implantação dos restaurantes do Prato Cidadão. 

“Fico muito feliz de ter participado da aprovação desses projetos, que fazem a diferença na vida das pessoas que mais precisam. Acredito nos programas sociais do Governo do Estado. Hoje, 300 mil famílias, da capital e do interior, recebem o auxílio estadual e torço para que esse  número aumente porque quero ver o nosso Amazonas crescer e parar de sofrer com fome”, disse.

Ações de combate à fome

Na solenidade, o ministro Wellington Dias e o governador Wilson Lima assinaram a adesão do Amazonas ao Plano Brasil sem Fome. Com isso, o Governo Federal estará destinando ao estado mais de R$ 7,6 bilhões para implementar ações e políticas públicas, que combatam a insegurança alimentar. O Amazonas é o quinto estado da federação a aderir ao programa.

O decreto de criação do Brasil sem Fome foi assinado pelo presidente Lula, em agosto deste ano, tendo como principal meta tirar o país do mapa da fome até 2030. O plano integra um conjunto de 80 ações e políticas públicas de 24 ministérios, atuando em três eixos: acesso à renda e combate à pobreza; segurança alimentar e nutricional e mobilização para o combate à fome.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta