Camelôs, comerciários e motoristas de aplicativos fazem protestos no Centro contra Decreto

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Vários grupos de camelôs, comerciários e motoristas de aplicativos fazem manifestação desde cedo numa área que vai do tradicional cruzamento das avenidas Sete de Setembro e Eduardo Ribeiro à área do Porto de Manaus. Eles protestam contra o decreto governamental que determinou o fechamento das atividades não essenciais por quinze dias, a partir de hoje.

As manifestações são pacíficas e pressionam o governador Wilson Lima (PSC) a rever o decreto e redefinir a data, para fazer vigorar a partir do dia primeiro de janeiro.

Ocorre que o Governo tem a intenção de impedir justamente as aglomerações típicas da virada do ano e as festas de confraternização que ocorrem na última semana de dezembro.

Os prejudicados reclamam que as medidas não foram tomadas nem na campanha eleitoral, nem em outros períodos, mas apenas no momento de maior faturamento das categorias.

Por conta das manifestações, vários ônibus do transporte coletivo ficaram impossibilitados de circular pelo Centro.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta