Boataria sobre débito do Governo com empresas de gás é desmentida

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A empresa White Martins, fornecedora de oxigênio para o Estado do Amazonas, emitiu nota desmentindo informações que estão circulando nas redes sociais, de que não esteja fornecendo o gás em função de débitos financeiros.

Pela nota, “o foco da empresa está 100% voltado para o aumento da disponibilidade do produto, inclusive trazendo produto de outros estados, mesmo com os desafios logísticos da região”.

Com a ampliação do em mais de 600 no número de leitos nos últimos dois meses, o consumo de oxigênio pelas unidades de saúde do Amazonas passou de 176 mil metros cúbicos por mês para 850 mil metros cúbicos por mês, um acréscimo de 382,9%.

Veja a nota:

“Manaus, 11 de janeiro de 2021.

Ao Comitê Crise COVID-19 do Governo do Estado do Amazonas Exmo. Sr. Coordenador Geral do Comitê de Crise COVID-19 Coronel Francisco Ferreira Máximo Filho,

Ao cumprimentá-lo cordialmente, informamos que a White Martins tem dedicado todos os esforços para fornecer a maior quantidade possível de oxigênio, alcançando um patamar muito superior às obrigações contratuais da White Martins junto ao Estado do Amazonas.

O foco da empresa está 100% voltado para o aumento da disponibilidade do produto, inclusive trazendo produto de outros estados, mesmo com os desafios logísticos da região. As informações que têm circulado nas redes sociais de que o fornecimento estaria sendo interrompido em função de débitos do governo do estado não correspondem à realidade dos fatos.

Atenciosamente,

White Martins”

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta