Autoridades não conseguem conter apologia ao crime e queimas de fogos em aniversários de traficantes se intensificam

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Uma intensa queima de fogos que durou horas ontem, em vários bairros de Manaus, serviu para comemorar o aniversário do traficante Luciano Fernandes, o “L7”, filho do líder da facção criminosa Família do Norte, José Roberto Fernandes, o “Zè Roberto da Compensa”. A ação, que representa uma apologia ao crime, foi perpetrada até em locais públicos, como o Centro Social Urbano da Compensa (veja vídeo abaixo), sem que as autoridades movessem uma palha para coibi-la.

A prática de soltar fogos para comemorar o aniversários de lideres de facções criminosas intensificou-se em dezembro do ano passado, justamente no dia em que “Zé Roberto” aniversariava. Naquele dia, a Polícia chegou a prender alguns fogueteiros. Ontem, nem isso.

Nos primeiros meses deste ano a prática de soltar foguetes para comemorar aniversários de traficantes virou moda e se repetiu em várias datas, “homenageando” até pequenos atacadistas que atuam na periferia.

Pelo menos publicamente não se sabe de nenhuma estratégia montada pela Secretaria de Segurança para conter essa apologia ao crime, que deixa a sociedade ainda mais inquieta e insegura.

Veja o vídeo e um dos banners que circulou em aplicativos de conversas ontem:

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Anderson

    Não sei por qual motivo a polícia não faz absolutamente nada com relação a isso…os maconheiros só faltam gritar com esses fogos que eles estão ali só esperando ser presos mas a polícia não faz nenhum tipo de operação com relação a isso…será que só vão se mexer qd Manaus virar um Rio de janeiro?

Deixe uma resposta