Autoridades de fiscalização negam pedido para suspender vacinação de profissionais de saúde. Veja cronograma

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

No início desta manhã, representantes dos Ministérios Públicos do Amazonas (MPAM) e de Contas (MPC) e a Defensoria Pública da União (DPU) reuniram-se com dirigentes da Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS-AM), Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) e Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM) para conhecer os critérios e as listas de vacinação dos trabalhadores de saúde, mas não foi sugerida nenhuma paralisação, segundo nota distribuída há pouco.

Os representantes dos órgãos jurídicos pediram a reunião depois de serem informados pela mídia de que a vacinação ocorreria a partir de hoje nos pontos fixos, de acordo com o mês de nascimento. Eles chegaram a constatar uma insegurança quanto ao número de doses disponíveis, se suficientes ou não para atender a todos, bem como quanto aos critérios de ordem de prioridade. Por isso houve consenso entre os gestores no sentido de nivelar informações até as 13h, mantendo-se a vacinação para os profissionais que compõem as prioridades já identificadas.

“Portanto, não há qualquer determinação dos órgãos de controle no sentido de suspender a vacinação, cujo trabalho nessa fase dá-se para acompanhar o cumprimento das regras do plano nacional, com a devida transparência e impessoalidade administrativa, assegurada a necessária agilidade ao processo, comprometida em detrimento de aparentes falhas de organização administrativa”, diz a nota distribuída pelas autoridades.

A Prefeitura de Manaus também divulgou nota esclarecendo quee, na estratégia de vacinação dos trabalhadores de saúde das redes pública e privada contra a Covid-19, iniciada nesta segunda-feira, 1º/2, continuam a ser observados os critérios de preferência definidos na Resolução nº 04 da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Nessa etapa, segue a vacinação apenas dos profissionais que atuam na assistência direta à Covid-19 e que se enquadram nos três primeiros níveis de prioridade, ou seja, profissionais de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Semi Intensiva ou de Cuidados Intensivos (UCI) e Sala de Emergência (nível 1); das Salas Rosa em Pronto Atendimento (nível 2); e dos serviços de remoção aérea, terrestre ou fluvial de pacientes com Covid-19 (nível 3).

Para receber a vacina, os profissionais devem apresentar, obrigatoriamente, documento de identidade com foto, CPF e crachá ou contracheque para comprovar vínculo com o serviço de saúde.

São 11 os níveis de preferência para o grupo dos profissionais de saúde da linha de frente, e os demais níveis serão alcançados de forma gradativa, conforme a disponibilidade de doses de vacina para o município de Manaus.

Cronograma

Os pontos fixos de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira, das 9 às 16h. Também no caso dos profissionais de saúde, será observado o critério de mês de nascimento por dia da semana.

Dessa forma, hoje, segunda-feira, dia 1°, poderão ser vacinados os nascidos nos meses de janeiro e fevereiro; no dia 2, os de março e abril; no dia 3, os nascidos em maio e junho; na quinta-feira, dia 4, os de julho e agosto; no dia 5, sexta-feira, os que nasceram nos meses de setembro e outubro; e no sábado, nascidos em novembro e dezembro.

Definições

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), em conjunto com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), definiu, na última terça-feira (26/01), a Nota Técnica nº 08/2021, que dispõe sobre a operacionalização da lista prioritária dos profissionais de saúde e unidades para vacinação contra a Covid-19 na atual fase da campanha. A medida foi adotada com o objetivo de esclarecer os critérios para aplicação das doses seguindo a condicionante de nível de exposição dos agentes ao coronavírus e o nível de prioridade das unidades hospitalares.

O documento toma como base o nível de exposição dos profissionais ao novo coronavírus, para delimitar os primeiros setores hospitalares a serem vacinados. Assim, foram definidos 11 níveis, sendo o setor da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Semi-Intensiva/Unidade de Cuidado Intensivo (UCI)/Salas de emergência que atendem Covid-19, o primeiro na ordem de prioridade a receber a imunização. Em seguida, os trabalhadores dos demais níveis (setores) serão imunizados, conforme disponibilidade de doses da vacina.

A nota técnica também define a ordem de vacinação entre as unidades hospitalares do serviço público, privado e militar, de acordo com o nível de atendimento de casos de Covid-19, conforme o Plano Executivo de Contingência Estadual para Recrudescimento da Infecção Humana pelo Novo Coronavírus. Ou seja, unidades com maior concentração de pacientes com Covid-19 iniciam primeiro na ordem de vacinação na capital, seguindo sucessivamente para as demais, conforme disponibilidade do imunizante, que é distribuído pelo Ministério da Saúde.

O diretor-presidente da FVS-AM em exercício, Cristiano Fernandes da Costa, destaca a importância dessa divisão, devido à limitação do número de doses do imunizante.

“A divisão por grupos ocorre em razão da limitação do número de doses da vacina. Foram priorizados por grupos específicos no sentido de atendimento aos pacientes com Covid-19. É importante destacar que todos os profissionais de saúde receberão as doses de vacinas, de acordo com a disponibilidade e repasse do Ministério da Saúde”, pontuou.

Profissionais contemplados

Nos 11 níveis de setores hospitalares prioritários estão inseridos todos os profissionais de saúde, inclusive maqueiros, serviços gerais e administrativos que estejam em exposição direta no exercício pleno das atividades nas unidades hospitalares. É importante que os profissionais estejam devidamente lotados em escala de plantão nos setores prioritários.

O primeiro setor é considerado o de maior exposição ao vírus, seguido pelos demais. A emissão desta nota técnica é importante para o embasamento do serviço de vacinação realizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

CONFIRA A ORDEM DE VACINAÇÃO, POR SETOR:

1º Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Semi-Intensiva/ Unidade de Cuidado Intensivo (UCI) / Salas de emergência que atendem Covid-19;

2º Sala rosa e pronto-atendimento;

3º Remoção de pacientes Covid (terrestre, aéreo e fluvial);

4º Enfermaria e leito clínico Covid-19;

5º Laboratório: coleta, processamento e análise;

6º Necrotério de unidades de saúde e serviço de verificação de óbitos;

7º Equipe de vacinação;

8º Acolhimento de sintomáticos respiratórios exclusivos e prioritários do atendimento Covid-19 (UBS, Tenda de Atendimento, Centro de Triagens);

9º Distribuição de alimentos (nutrição);

10º Vigilância Epidemiológica /Comissões hospitalares;

11º Atendimento domiciliar (Programa Melhor em Casa).

CONFIRA A ORDEM DE VACINAÇÃO, POR UNIDADE DE SAÚDE:

Serviço público:

1º Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Delphina Aziz;

2º HPS 28 de Agosto;

3º HPS Platão Araújo;

4º Serviços de Pronto Atendimento (SPAs);

5º Unidades de Pronto Atendimento (UPAs);

6º HPS João Lúcio;

7º Hospital Universitário Getúlio Vargas;

8º Instituto de Saúde da Criança do Amazonas (Icam);

9º HPS infantis;

10º Maternidade Ana Braga;

11º Instituto Dona Lindu;

12º Profissionais da Remoção Aérea;

13º Lacen (Equipes de coleta);

14º Investigadores (CIEVS-FVS);

15º Remoção Covid-19;

16º Equipe de emissão de óbito;

17º Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD);

18º Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon);

19º Hospital Adriano Jorge;

20º Hospital Francisca Mendes;

21º Maternidades (5).

Serviço Privado:

1º Hospital Adventista de Manaus;

2º Samel;

3º Hospital Santa Júlia;

4º Hapvida;

5º Hospital Beneficente Português;

6º Unimed;

7º Hospital Check Up;

8º Hospital Santo Alberto.

Serviço Militar:

1º Hospital Geral Militar;

2º Hospital da Aeronáutica.

Confira os postos de vacinação:

Complexo de treinamento de direção veicular do Detran/AM – zona Norte

Estacionamento da Universidade Paulista (Unip) – zona Sul

Clube do Trabalhador do Sesi – zona Leste

Balneário do Sesc – zona Oeste

Shopping Phelippe Daou – abrangendo as zonas Norte e Leste

Centro Cultural dos Povos da Amazônia (Bola da Suframa) – zona Sul

Hospital Beneficente Português – zona Sul (exclusivo para a vacinação de trabalhadores da saúde)

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta