Arthur convida Wilson a decretar lockdown em Manaus, por causa da segunda onda

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

“Os números do novo coronavírus voltam a subir de maneira preocupante em Manaus, como nos alerta a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e os próprios registros nas nossas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) preferenciais para atendimento da Covid-19. Diante desse quadro, já disse ao governador do Estado que sou a favor de se decretar lockdown por duas semanas na capital. É hora de agir com prudência e de maneira preventiva para evitar uma situação ainda pior. Proponho uma parceria efetiva e com um único objetivo: salvar vidas!”

A declaração é do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), em entrevista à CNN Brasil hoje. O governado Wilson Lima (PSC), que está em Brasília, ainda não se manifestou sobre o assunto, mas acaba de anunciar a chegada de novos testes no Estado. Segundo ele, o Governo Federal enviará ao Amazonas mais 300 mil testes do tipo RT-PCR para detecção do novo coronavírus. A parceria foi alinhada durante reunião com o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

De acordo com o secretário Arnaldo Medeiros, o RT-PCR, também conhecido como teste molecular, é o padrão ouro no diagnóstico laboratorial da Covid-19. A testagem por essa técnica é recomendada até o oitavo dia do início dos sintomas.

“Ele é fundamental porque você pega a doença no início, dá o diagnóstico no início da doença, isso é muito importante para conhecermos o comportamento da doença, para monitorarmos os contatos com eventuais contactantes da doença e com isso, entendermos como a doença se comporta no nosso país”, explicou Medeiros.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Alexandre Silva

    Deveriam exigir o LOCKDOWN de todas as bocas de fumo na cidade de Manaus, pois os únicos comerciantes e empresários que não são incomodados pela policia são os traficantes, agora quando se trata de trabalhador e pai de família a policia prende e bate com extrema violência. Imagina se um cidadão enforca um animal é preso. agora um policial pode bater e enforcar um cidadão. Seria muito bom aplicar as leis de proteção dos animais nos trabalhadores e pais de família. Cade o procurador do município e presidente da AOB-AM Marcos Choy????? Tomou doril??? A OAB-AM está totalmente ausente de tudo. Isto só acontece no Amazonas.

Deixe uma resposta