Ao invés de trabalhar, Melo decide fazer política no interior

Depois de exatamente dois anos e dez meses de governo, o governador José Melo decidiu finalmente fazer caravanas pelo interior do Estado. Só que, ao invés de visitas institucionais, em que tente revolver alguns problemas dos municípios, ele está transformando suas estadas em atos políticos. Foi assim na sexta-feira em Manacapuru, onde prestigiou o prefeito aliado, Beto D´Ângelo, e no domingo em Nova Olinda do Norte, onde prometeu ajudar o aliado derrotado Joséias Lopes a assumir no lugar do vencedor, Adenilson Reis, adversário que ele simplesmente ignorou em sua passagem pelo município.

Melo segue viagem hoje pelo rio Madeira e deve repetir em Borba e nas demais cidades o mesmo ritual: ataques aos adversários e ajuda aos aliados.
Em Nova Olinda do Norte ele assinou a ordem de serviço para início das obras de construção de um Centro de Educação de Tempo Integral e visitou as estradas do Fonteneli e do Curupira, sempre ao lado de Joseias. Disse ainda que está sendo feita uma articulação junto ao Governo Federal, com apoio do senador Omar Aziz e deputados federais Átila Lins, Pauderney Avelino, Silas Câmara e Conceição Sampaio, para captar recursos para melhorias da orla da cidade.
“A partir de agora vou junto com minha equipe visitar o interior para que todos eles possam conhecer mais profundamente as necessidades desses lugares e planejarmos cada vez mais as ações de melhorias para nossa população”, disse ele, repetindo o ue fizeram seus antecessores, só que com menos frequência e com foco muito mais político do que técnico.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta