Amon promove audiência pública em Manaus para debater causas da paralização de obras federais na cidade

Uma audiência pública para discutir sobre creches com obras paralisadas em Manaus ocorrerá nesta terça-feira (09/05), às 14h, na Câmara dos Deputados. O debate foi proposto pelo deputado federal Amom Mandel (Cidadania-AM), membro da Comissão Externa de monitoramento de obras públicas paralisadas e inacabadas no País.

Serão discutidas as situações de cinco creches específicas: da área 35, no bairro Monte das Oliveiras; da área 18, no bairro Cidade de Deus; da área 42, no bairro Tarumã-Açu; da área 146, no bairro Vila Buriti; e a creche da área 139, no bairro Santa Etelvina. Foram convidados para participar da audiência representantes de Fiscalização de Obras do Tribunal de Contas da União (TCU), da Controladoria Geral da União (CGU), do Ministério das Cidades e do Ministério da Educação.

“Obras paralisadas ou atrasadas podem levar a um aumento nos custos, o que significa que o dinheiro público está sendo desperdiçado. Por isso, é fundamental a fiscalização, principalmente em se tratando de obras paralisadas, inacabadas ou em atraso”, declarou.

Além desta, outra audiência foi solicitada pelo parlamentar para debater sobre duas obras que encontram-se paralisadas no “Porto de Manaus”: uma para restauração e modernização e outra para recuperação e requalificação, as quais também tiveram recursos destinados pelo Governo Federal.

Segundo dados do “Painel de Obras Paralisadas” do TCU, no Amazonas, 47,1% das obras públicas com verbas federais estão paralisadas, representando 304 obras de um total de 645. Os dados são de abril deste ano.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta