Amazonino faz campanha nos municípios do Alto Solimões

Apoiadores de Tabatinga, Atalaia do Norte e de Benjamin Constant saíram em carreatas ou passeata pelas vias das cidades do Alto Solimões em apoio à reeleição do candidato Amazonino Mendes (PDT), da coligação “Eu voto no Amazonas”. No reencontro com os moradores, governador ressaltou a importância de se governar para o interior. Em onze meses de governo, ele disse que tirou o Estado da situação de caos e investiu mais de R$ 1,5 bilhão nos municípios.

Segundo Amazonino, as gestões anteriores abandonaram o povo ribeirinho, que ficou relegado nos municípios mais longínquos. “Vocês elegem um governador para resolver problemas. Vocês são os patrões do governador. O governador tem de administrar, sobretudo para o interior. E nós estamos realizando um trabalho para devolver a esperança do morador. Vocês têm um governo que pensa em vocês”, comentou o candidato.

Após 12 anos sem visitar Atalaia do Norte (a 1.138 quilômetros de Manaus), Amazonino subiu 130 metros de uma escadaria, na beira do rio Javari, caminhou com o povo e destacou que após 17 meses o hospital do município voltou a receber recursos do Governo do Estado. Nos últimos 11 meses, a cidade recebeu mais de R$ 671 mil para a saúde, além de uma ambulância. Ele informou que a unidade de saúde local será reformada e ampliada para melhorar a capacidade de atendimento e serviço à população.

“O desgoverno, sobretudo com o povo do interior, causou esse tipo de situação em que os hospitais não viam recurso do Estado. Acabamos com essa pouca vergonha. Hoje, a situação é diferente porque nós voltamos a corrigir essa injustiça”, comentou Amazonino.

O prefeito de Atalaia, Nonato Tenazor (PDT), informou que Atalaia do Norte havia sido esquecida pelas gestões passadas. “Nós votamos em Amazonino porque sabemos da sua responsabilidade e capacidade de governar um estado. Atalaia sofreu no passado, sendo que há 12 anos não via um governador. Hoje, graças à parceria com o Governo, nós estamos pavimentando a cidade com concreto armado, recuperando ruas com investimentos de R$ 5 milhões. Nós não tínhamos saúde e o senhor a devolveu ao município. Só a experiência faz realmente a diferença na vida de um povo”, comentou o gestor.

Benjamim

De Atalaia, Amazonino Mendes se deslocou para Benjamin Constant (a 1.119 quilômetros de Manaus), onde destacou aos moradores que vai asfaltar a estrada que liga a comunidade de Filadélfia, que abriga oito mil indígenas das etnias Tikuna e Kokama, e ampliar os investimentos no município. Graças ao trabalho do novo Governo em parceria com as prefeituras, a comunidade após 30 anos recebe água encanada.

No município, o novo governo investe mais de R$ 25 milhões. A cidade ganhará primeiro Centro de Educação em Tempo Integral (Ceti) e a pavimentação em concreto armado. O hospital recebeu cerca de R$ 1 milhão, após as antigas gestões atrasarem o recurso, e também uma ambulância de suporte avançado.

“Podem ter certeza que se em pouco tempo nós conseguimos devolver a dignidade e a esperança ao povo de Benjamin, com os serviços do sistema viário, no ano que vem vou recuperar, inclusive a estrada da Filadélfia. É meu dever como gestor cumprir minha obrigação sem enganar o povo”, declarou o candidato, ao lado do prefeito benjaminense, Davi Bemergui.

TABATINGA

O candidato pela coligação “Eu voto no Amazonas”, Amazonino Mendes (PDT), foi recebido por uma multidão em Tabatinga, que realizou uma “festa popular” em apoio à reeleição do governador. Em Tabatinga (a 1.105 quilômetros de Manaus), Amazonino disse aos moradores que vai instalar na cidade um hospital e uma maternidade públicos, e uma unidade de Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC).

A ideia, segundo Amazonino, é transformar Tabatinga em cidade-modelo da tríplice fronteira (Brasil, Peru e Colômbia). Ele destacou os investimentos realizados pelo novo Governo nos últimos meses, nos setores de educação, saúde, segurança, infraestrutura, entre outros. Somados, os recursos ultrapassam o montante de R$ 80 milhões.

“Tabatinga é a fronteira avançada do meu país. Eu quero que nossos irmãos queridos da Colômbia e Peru ao chegarem em Tabatinga sintam o cheiro da civilização. Saibam que estão pisando numa terra boa, evoluída e organizada. Vou deixar a maior escola da região, que será o Ceti, vão ver um hospital e uma maternidade, uma ideia da minha vice, Rebecca (Garcia). Vão ver uma Tabatinga toda em concreto”, disse Amazonino.

Entre os investimentos que o governo Amazonino realiza está a construção do primeiro Centro de Educação em Tempo Integral (Ceti), que será abastecido com energia solar e com aproveitamento de água pluvial; bem como a pavimentação em concreto armado das vias de Tabatinga. Amazonino lamentou a não conclusão do Ceti, prometido pelas gestões anteriores no ano de 2012. “Vejam bem. Vieram aqui em 2012 para dizer que iriam fazer o Ceti. Estamos em 2018 e não teve nada. Não pensem que isso ocorre só em Tabatinga. Muitos Cetis estão enterrados como se fossem defuntos em cemitérios. Um absurdo e descompromisso”, disse o candidato.

As ruas de Tabatinga receberão serviços de revitalização com concreto armado. O investimento chega a R$ 20 milhões.

Apoio

O prefeito Saul Bemergui ressaltou que a cidade vai oferecer a maior votação do pleito ao candidato Amazonino. “Tabatinga não é ingrata. Nós daremos a maior vitória ao homem que olhou com muito respeito e carinho a esta cidade. Ele cumpre as promessas e realiza investimentos em todos os setores, como na pavimentação da sede de Tabatinga, a construção do Ceti, que, desde quando saí em 2012, nunca havia saído do papel”, comentou o prefeito.

Saúde

No atual governo, a Secretaria de Estado da Saúde (Susam) está ampliando o quadro de recursos humanos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Maternidade Celina Villacrez Ruiz. A unidade hospitalar, administrada na gestão passada pelo Instituto Novos Caminhos – envolvido na Operação Maus Caminhos – passou por mudança de direção e por várias adequações. A Susam concluiu também a convocação de todos os candidatos aprovados para o município, no concurso público de 2014. Foram convocadas 139 pessoas.

Já foram aplicados mais de R$ 50 milhões na saúde do município, incluindo recursos do convênio com o Hospital de Guarnição e a contratação de médicos para aquela unidade. Estão também incluídos custos com recursos humanos e abastecimento de medicamentos e itens hospitalares da UPA Tabatinga, compra de duas ambulâncias para a unidade e os serviços de UTI aérea para remover pacientes para a capital, quando necessário.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta