Amazonino fala como candidato e já mira em quem considera seus principais adversários

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) postou ontem em seus perfis nas redes sociais um vídeo de pouco mais de cinco minutos, em que enfatiza estar bem de saúde, fala como candidato a prefeito de Manaus e cutuca aqueles que parecem ter sido escolhidos por ele como os principais adversários na eleição municipal deste ano  – o governador Wilson Lima (PSC) e o ex-deputado David Almeida (Avante).

Aliados do ex-governador ouvidos pelo blog dizem que ele está animado em disputar a Prefeitura. E que enxerga no atual governador alguém que pode atrapalhar seus planos, se decidir financiar uma candidatura adversária. Também já coloca David Almeida como seu oponente mais forte.

Por isso, o discurso de Amazonino foi direcionado aos dois. Ele lembrou que, em sua última administração, encerrada em 2018, teve uma oposição “feroz” na Assembleia Legislativa, que era presidida por David. “Perdemos R$ 200 milhões da Petrobras por causa disso”, disparou, referindo-se a um empréstimo que a ALEAM não aprovou.

As palavras mais duras, entretanto, foram direcionadas a Wilson. Sem citar o nome dele uma única vez, chamou o atual Governo de inescrupuloso e o acusou de ser responsável por mortes na pandemia. “Quem nunca administrou nada não pode ter a arrogância de querer administrar o Amazonas”, afirmou, garantindo que, ao contrário do que o governador já falou reiteradas vezes, não deixou rombo nenhum no Estado. “Eu arrumei a casa e o deixei superavitário”, garantiu.

No final do discurso, mostrou que sabe quem o derrotou na tentativa de reeleição de 2018. “Muitos riram, especialmente os jovens, quando falei naquela campanha que era preciso amor para governar. Falta amor”, filosofou. “O Negão está bem”, disse, mostrando que está se preparando para mais uma peleja eleitoral, aos 80 anos.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta