Amazonas chega ao topo do ranking de vacinação, mas só aplicou 30% das doses recebidas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Com 153.581 doses aplicadas, o Amazonas é o estado que mais vacinou contra a Covid-19 no comparativo entre os estados e o Distrito Federal (DF). A liderança do ranking é apontada pelo consórcio de veículos de imprensa, formado por G1, O Globo, Extra, O Estado de S. Paulo (Estadão), Folha de S. Paulo e UOL. O número, entretanto, equivale a 30% do total das 527.949 que o Governo estadual já distribuiu aos municípios.

Com as mais de 153 mil doses aplicadas da primeira dose, o Estado já imunizou contra a Covid-19 o total de 3,65% da população. Logo atrás vem o Distrito Federal, que imunizou 3,45% de sua população com a primeira dose.

Do total de vacinados no Amazonas, 50.866 são trabalhadores da saúde, 37.523 são indígenas aldeados, 25.655 são idosos com mais de 80 anos e 21.775 são de idosos de 75 a 79. Em relação aos idosos de 70 a 74, o total de 17.137 pessoas foram vacinadas. Já os idosos com mais de 60 anos que vivem em instituições são 183. As pessoas com deficiência permanentes são 44 e pessoas com comorbidades são 46.

Até o momento, o Amazonas recebeu 555.620 doses de vacina contra a Covid-19, dessas, 527.949 doses entregues e 27.095 doses estão sob a guarda da FVS. Mais informações acesse https://bit.ly/3owHiPU.

Somente para Manaus, foram entregues 207 mil doses. Até ontem, a capital amazonense havia aplicado 75 mil destas doses, conforme dados enviados pelos municípios ao Vacinômetro.

A vacinação contra a Covid-19 em Manaus bateu novo recorde nesta terça-feira, 9/2, com 15.568 pessoas vacinadas. O atendimento acontece em nove pontos montados pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em todas as zonas da cidade, para receber o público prioritário.

Na última segunda-feira, 8, foram vacinadas 15.475 pessoas entre trabalhadores de saúde e idosos com 70 anos ou mais, idosos acamados e os residentes em áreas rurais e ribeirinhas da capital amazonense. Também já receberam a primeira dose os indígenas aldeados e os idosos institucionalizados.

A vacinação em Manaus começou no dia 19/1, com a aplicação da primeira dose em grupos prioritários de trabalhadores da saúde. À medida em que foram chegando novas remessas de doses, a prefeitura foi ampliando o alcance dos grupos preconizados pelo Ministério da Saúde e definidos pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), integrada por representantes das secretarias de Saúde do Município (Semsa) e do Estado (SES-AM).

Para a secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, esse resultado é muito importante, mas alertou as pessoas a reforçarem os cuidados porque apenas a primeira dose não garante a imunização. “É preciso que as pessoas mantenham e até redobrem os cuidados e a prevenção, respeitando o distanciamento social, evitando sair sem que seja necessário, usem máscara e higienizem sempre as mãos, com água e sabão e não dispensem o álcool em gel para evitar a contaminação por esse vírus”, salientou.

Clique aqui e acompanhe os dados da vacinação.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta