Alcançado pelo Centro de Mídias quando estudava no interior, ele agora vai dar aulas no sistema

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Há nove anos, o então estudante Alberto Nascimento Neto, 23, teve o seu primeiro contato com a modalidade de Ensino Mediado por Tecnologia. Na época, ele era aluno da Escola Estadual São Francisco, em Tonantins (a 863 quilômetros de Manaus) e estava ingressando no Ensino Médio. Hoje, Alberto volta a se “encontrar” com o Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), espaço da Secretaria de Estado de Educação e Desporto responsável por transmitir as aulas para o interior, mas trajando um novo uniforme: o de professor.

Ele é um dos 40 educadores, das redes pública e privada, selecionados para reforçar a equipe do “Aulão ao vivo”, do “Conquistar”, curso pré-vestibular gratuito da Secretaria de Educação. Desde o último dia 10, o projeto tem contado com a participação dos profissionais, que revezam entre si durante as semanas. São quatro professores por sexta-feira, dia em que vai ao ar o “Aulão ao vivo”.

Alberto estreia nesta sexta-feira (24/09), com aula sobre Termoquímica. “Desde a minha época, o Cemeam era referência no que diz respeito a ensino a distância e tecnologia. As aulas eram dinâmicas e bastante atrativas. Estou muito animado em retornar ao Centro, desta vez, como professor de Química”, destacou o educador.

Ele recorda que, quando era estudante, a turma do Mediado por Tecnologia, que acontecia pela parte da noite, contava com pouco mais de 20 alunos, além do professor mediador. “É um formato diferenciado, mas que nunca estranhei. As aulas eram ótimas, assim como os materiais de apoio que eram disponibilizados para a gente”, completou.

Alberto cursou as 1ª e 2ª séries do Ensino Médio em Tonantins, antes de vir a Manaus para concluir os estudos, na Escola Estadual Maria da Luz Calderaro. Hoje, ele é professor de Química nos centros educacionais Raimundo Belo Ferreira e Sandra Cavalcante, da rede privada.

“Sempre fui um estudante focado, principalmente no Ensino Médio, mas nunca almejei virar professor. Aconteceu por acaso, quando ganhei uma bolsa em uma universidade da capital”, revelou.

Para a sua estreia no “Aulão ao vivo”, Alberto promete uma aula bastante dinâmica, semelhante às que ele tinha, em Tonantins. “Os estudantes podem esperar muita animação e, principalmente, muito conhecimento”, finalizou o professor.

Sobre o ‘Aulão’

O “Aulão ao vivo” integra o “Conquistar”, curso pré-vestibular gratuito da Secretaria de Estado de Educação e Desporto. As aulas do projeto vão ao ar às sextas-feiras, sempre às 10h (com reprise às 14h), no canal 20.3 da TV Tiradentes.

FOTO: Eduardo Cavalcante

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta