Afeam anuncia prorrogação de prazos de pagamento dos financiamentos por 180 dias

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Em Audiência pública virtual para debater os impactos econômicos causados pela crise pandêmica e possíveis alternativas para o socorro da economia, nesta terça-feira, 23,  a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) anunciou que vai estender o prazo das carências de empréstimos e financiamentos realizados em 2020, durante a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), assim como dos anos de 2018 e 2019, pelo período por mais 180 dias.

A informação foi dada pelo diretor-presidente da agência, Marcos Vinícius, como uma forma de ajudar empresários que optaram pelo auxílio financeiro, mas ficaram impedidos de honrar seus compromissos devido a primeira e a segunda onda da doença que atingiu o Amazonas no início de 2021.

“Uma das medidas determinadas pela Afeam é que aqueles clientes que pegaram 180 dias para pagarem seus contratos, estamos postergando por mais 180 dias. Clientes da Afeam que tomaram créditos conosco em 2020, 2019 e 2018 também terão seus contratos postergados por mais 180 dias”, afirmou Marcos Vinícius.

O deputado Wilker Barreto (Podemos), que havia levantado o assunto, sugeriu também a abertura de linhas de créditos para pessoas negativadas, mas a ideia foi rechaçada pelo diretor da Afeam por conta de normas restritivas do Banco Central. Na ocasião, o parlamentar ainda relembrou sobre os R$ 300 milhões da Afeam usados pelo Governo em 2019 para o pagamento da folha de pessoal, afirmando que a devolução deste dinheiro para a agência poderia estar matando a fome de muitas famílias confinadas.

“O que eu venho sustentando é que o governo não vai devolver os R$ 300 milhões na integridade, mas colocar pelo menos um terço desse valor de volta, R$ 100 milhões nas mãos da Afeam, movimentaria a economia”, explicou o parlamentar.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta