Advogado diz que prisão de Adail não obedeceu determinação do STF

O advogado Fabrício de Melo Parente, que assessora o ex-prefeito de Coari, Adail Pinheiro (PRP), afirmou agora há pouco que a prisão de seu cliente, decretada hoje pela 2ª Vara da Justiça Federal no Amazonas, no âmbito da “Operação Vorax”, está “em completo desacordo com o entendimento do Supremo Tribunal Federal, que possibilita a prisão processual após condenação em segunda instância, desde que esgotados os recursos”. Ele afirma que ainda não foram julgados embargos que poderiam ser apresentados.

Segundo o advogado, Adail Pinheiro respondeu às acusações, relacionadas à possível desvio de verbas da construção do aterro sanitário de Coari, com verba do Ministério do Meio Ambiente, em liberdade. Por isso, “os fundamentos utilizados para medida tão extrema não encontram guarida nas melhores doutrinas e jurisprudências”.

Parente garantiu que adotará todas as medidas necessárias para que seja conferido a Adail Pinheiro o direito de retornar imediatamente à liberdade, “a fim de que aguarde nesta situação o desenrolar processual”.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY