Aceleradora de impacto anuncia investimento de até R$ 600 mil em negócios que geram impacto positivo para a Amazônia

Negócios que geram impacto positivo para a Amazônia, contribuindo para manter a floresta em pé e ao mesmo tempo gerar renda para as populações da região, estão no radar da AMAZ aceleradora de impacto. Estão abertas as inscrições para a Chamada de Negócios 2023 com o objetivo de encontrar startups e negócios inovadores para serem acelerados e receberem investimento de até R$ 600 mil.

Interessados podem se inscrever e conhecer o regulamento completo da iniciativa no site amaz.org.br/chamada2023.

A AMAZ busca negócios que gerem impacto positivo nas regiões rurais e florestais da Amazônia, possuam produto ou serviço já testado no mercado e operem ou planejem atuar na região.

Podem se inscrever startups e empresas que estejam desenvolvendo negócios de impacto voltados à conservação da floresta, conservação da biodiversidade e ao desenvolvimento socioambiental da Amazônia.

Serão consideradas iniciativas que já estejam desenvolvendo atividades de forma prática e operacional: protótipo desenvolvido, em fase de teste de mercado; produto testado, em fase de lançamento no mercado; ou produto lançado, em fase de captação ou expansão.

São esperados negócios sustentáveis nos setores de: agricultura, pecuária e produção rural sustentável; manejo e produção florestal sustentável; produtos da sociobiodiversidade; reflorestamento e produção agroflorestal; turismo sustentável e de base comunitária; alimentação, cosméticos; artesanato e moda sustentável, logística, comunicação e serviços financeiros; soluções tecnológicas; plataformas de comercialização e acesso a mercados; educação e empreendedorismo de impacto socioambiental; mitigação e adaptação às mudanças climáticas; carbono e outros produtos e serviços socioambientais; tratamento de resíduos sólidos/poluentes e melhoria de acesso a água para comunidades rurais e ribeirinhas.

Ou seja, negócios que geram soluções para os principais problemas sociais e ambientais da Amazônia, buscando conservar ou recuperar áreas de floresta, valorizar os saberes e a biodiversidade, gerar renda e qualidade de vida para as comunidades rurais e ribeirinhas.

Dentre os benefícios oferecidos pela AMAZ, estão:

● Desenvolvimento da tese de Impacto e modelagem de negócios

● Workshops e oficinas de facilitação em temas como gestão e avaliação de impacto,

estratégias de mercado, marketing e comunicação, logística etc.

● Programa de mentorias e acompanhamento

● Assessoria jurídica e contábil especializada em negócios de impacto

● Assessoria de comunicação

● Conhecimento e apoio de gestão com acompanhamento

● Programa de Bolsas e Pequenos Apoios

● Acesso a rede de investidores e parceiros da AMAZ

● Programa Amazônia em Casa de acesso a mercados (amazoniaemcasa.org.br)

“Em meio a condições extremamente desafiadoras e um ecossistema ainda nascente, os empreendedores enfrentam todo tipo de dificuldade para alavancar seu negócio na Amazônia. O papel da AMAZ é apoiar esse empreendedor com capital, conhecimento, conexões e tudo mais que for necessário para alavancar seu crescimento. Esperamos fomentar e criar na prática um ecossistema de impacto e inovação na Amazônia”, diz Mariano Cenamo, CEO da AMAZ.

Rafael Moreira Ribeiro, analista de investimentos da AMAZ, destaca que a Chamada 2022 busca “negócios que estejam focados na transformação econômica, social e ambiental da Amazônia, comprometidas com uma visão de impactos positivos para as comunidades, clientes e sociedade e que também sejam, elas mesmas, o exemplo de inovação, diversidade e propósito que almejam.”

Sobre a AMAZ

A AMAZ aceleradora de impacto é coordenada pelo Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia), e conta com um fundo de financiamento híbrido (blended finance) de R$ 25 milhões para investimento em negócios de impacto nos próximos cinco anos, o primeiro voltado exclusivamente para a região.

Tem como fundadores e parceiros estratégicos Fundo Vale, Instituto humanize, ICS (Instituto Clima e Sociedade), Good Energies Foundation, Fundo JBS pela Amazônia e PPA (Plataforma Parceiros pela Amazônia). Conta também com uma ampla rede de parceiros como Move.Social, Sense-Lab, Mercado Livre, ICE, SBSA Advogados, Costa Brasil, Climate Ventures e investidores privados.

Em 2022, a aceleradora selecionou cinco novos negócios para seu portfólio, que atualmente passam por aceleração e investimento. O potencial de impacto aproximado dos negócios selecionados, entre cinco e dez anos, inclui mais de 1 milhão de hectares de floresta preservados, desenvolvimento de mais de 15 cadeias de valor amazônicas, 2.000 hectares de florestas recuperados, centenas de fornecedores comunitários beneficiados e aumento no fluxo de investimentos na região amazônica em R$50 milhões.

Foto: Felipe Martins

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta