“A Prefeitura pode e vai contribuir com a geração de emprego e renda em Manaus”, garante Zé Ricardo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Manaus está nas primeiras colocações do ranking nacional de desocupação entre as capitais, com taxa em torno de 18,5%, registrado no primeiro trimestre deste ano, de acordo com o IBGE. E das cerca de 1 milhão de pessoas ocupadas no Estado, 668 mil estão trabalhando na informalidade. Quando chegar à Prefeitura de Manaus, o candidato Zé Ricardo (PT) afirmou que irá contribuir para a geração de emprego e renda, investindo no turismo, no fortalecimento de cadeias produtivas, incentivando o Primeiro Emprego e buscando recursos e investimentos nacionais e internacionais, por meio da Agência Municipal de Desenvolvimento.

“A Prefeitura tem o dever de ajudar a criar mais empregos e renda à população da cidade. Iremos investir numa das maiores vocações da capital, com um programa de atração de investimentos para o turismo, estratégico para o desenvolvimento. Já com a Agência de Desenvolvimento Municipal, iremos atrair empresas e investimentos, elaborar projetos e buscar recursos para investir na cidade e em obras que geram emprego e renda, também apoiando quem está empreendendo ou quer montar seu próprio negócio. Muito pode ser feito para ajudar as milhares de pessoas que se encontram desempregadas e passando necessidade na cidade, por conta da pandemia e da redução da atividade econômica”, declarou Zé Ricardo.

Dentre suas propostas nessa área, ele disse que irá pensar no futuro, com o Programa Primeiro Emprego, ofertando cursos de formação técnica e bolsas para a juventude ter alternativas para o mercado de trabalho. Também irá incentivar a economia solidária, nas várias formas de organização e de redes de consumo, como feiras da economia solidária, como ainda fortalecerá o Polo de Reciclagem, com a coleta seletiva, dentro dos bairros, gerando muito mais empregos, por meio das associações e cooperativas.

E mais: irá apoiar os pequenos agricultores e os agricultores familiares, para facilitar o escoamento da produção da área rural para a urbana, implementando as feiras da agricultura familiar nos bairros, além de ampliar as aquisições da Prefeitura a esses produtos, servindo à merenda escolar e aos programas de combate à fome.

Também continuará na defesa da Zona Franca de Manaus, apoiando a atração de mais empresas. “Estarei no assento da Prefeitura no Conselho de Administração da Suframa (CAS), para cobrar mais investimentos. Iremos cuidar do Distrito Industrial, que fará parte do circuito turístico da cidade, valorizando esse setor para que mais empresas se instalem em Manaus. A nossa prioridade é garantir a vida das pessoas, com saúde, com renda e com oportunidades”.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta