A decadência de alguns lares

“E seguiu Davi pela encosta do monte das Oliveiras, subindo e chorando, e com a cabeça coberta; e caminhava com os pés descalços; e todo o povo que ia com ele cobria cada um a sua cabeça, e subiam chorando sem cessar”. 2 Samuel 15:30

O capítulo 15 de II Samuel narra a traição de Absalão contra seu próprio pai, Davi, buscando usurpar o trono. Davi, ao perceber que o povo estava do lado de Absalão, admitiu isso como um castigo divino pelas transgressões que cometera. A dor de ver sua própria família se desintegrar era profunda, pois sabia que perder o controle sobre os que amava era uma das piores punições que poderia sofrer.

Nos dias atuais, muitos lares enfrentam uma crise de confiança e desrespeito mútuo. Desconfianças entre cônjuges, desobediência dos filhos – todos esses males parecem se multiplicar à medida que os valores tradicionais são substituídos por ideias seculares. As leis humanas muitas vezes contradizem os ensinamentos das Sagradas Escrituras, contribuindo para esse desequilíbrio.

“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles”. Provérbios 22:6

A obediência aos pais é essencial, pois seus ensinamentos oferecem proteção contra muitos perigos. Os filhos que obedecem sofrem menos, pois os pais estão guiando-os pelo caminho certo. Aqueles que são instruídos sobre Deus têm sua vida espiritual nutrida e protegida. Mesmo quando os pais não estão mais presentes para dar ordens diretas, é crucial que os filhos continuem demonstrando respeito e honra.

“Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá”. Êxodo 20:12. Este mandamento continua válido, um lembrete constante da importância de honrar e respeitar aqueles que nos deram a vida e nos guiaram em nosso crescimento.”