Senador sugere a Bolsonaro que intervenha na saúde do AM e instale “estado de guerra”

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Sem criticar diretamente nenhuma autoridade do Estado – “não é hora de apontar o dedo para ninguém”, disse ele -, o senador Eduardo Braga (MDB) sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e ao ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, que o Governo Federal “assuma as rédeas da saúde no Amazonas” e instalem “estado de guerra” no Amazonas.

“Precisamos dotar os SPAs (Serviços de Pronto Atendimento) de condições para atender o povo nos bairros. As UBS (Unidades Básicas de Saúde) não podem continuar funcionando apenas até as 17h. Elas precisam funcionar 24 horas por dia, de domingo a domingo. Apelo ao governador Wilson Lima e ao prefeito David Almeida que nos unamos em torno dessa intervenção”, disse ele, em vídeo postado nas redes sociais.

“O que não dá é pra continuar assistindo o desespero da nossa gente, sem tomar medidas mais efetivas”, concluiu o senador.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 2 comentários

  1. Maria Reis

    Tem que realmente haver união para salvar vidas, esquecer quem é quem. Nossas famílias precisam de segurança, não podemos morrer por falta de oxigênio, leitos, medicamentos, pagamos os impostos para isso. Senador faça alguma coisa, sei da sua competência ao administrar um Estado.

  2. Walcimar Oliveira falcão

    Bom dia eu concordo com o senador mais tem que bani do nosso estado esse assassino desse governador Wilson Lima com toda sua família

Deixe uma resposta