Morre, aos 44, o jornalista Aguinaldo Oliveira Junior, mais uma vítima da Covid-19

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Morreu hoje no hospital Delphina Aziz, onde estava internado, o jornalista Agnaldo Oliveira Júnior, 44, que trabalhava atualmente na assessoria de comunicação do Ministério Público do Estado, mas fez carreira em vários órgãos de imprensa, especialmente na TV Amazonas, afiliada da Rede Globo no Estado. Ele não resistiu ao tratamento devido a um problema nos rins, depois de ser intubado.

Egresso do Colégio Militar de Manaus, Junior era formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Amazonas, com MBA Executivo em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas – FGV e pós-graduado em Gestão de Empresas Internacionais pelo o Instituto de Ciências do Trabalho e da Empresa / Instituto Universidade de Lisboa – ISCTE/IUL e mestre em Gestão de Empresas Internacionais ISCTE/Portugal.

Ele foi Diretor de Comunicação e Marketing do PMI/AM – Project Management Institute. Jornalista por formação, atuou como repórter especial da afiliada da Rede Globo em Manaus – Rede Amazônic. Foi gerente de Jornalismo do Amazonsat – Rede Amazônica. Também foi fundador e Gerente de Jornalismo da Local TV.

Trabalhou na cobertura da Copa do Mundo da FIFA 2014, como correspondente do Portal da Copa do Ministério dos Esportes. Trabalhou na cobertura das Olimpíadas 2016, como correspondente do Lance. Atuava ainda como consultor de Comunicação e Marketing.

Era detentor de vários prêmios de jornalismo, dentre os quais: Prêmio União pela Vida de Jornalismo / Medalha Dom Bosco, duas vezes Prêmio Nilton Lins de Jornalismo, duas vezes Prêmio de Jornalismo Sebrae/AM, prêmio de Jornalismo Científico FAPEAM, Prêmio de Fotografia da Base Aérea de Manaus e Membro Honorário da Força Aérea Brasileira (FAB).

Estava na assessoria de imprensa do Ministério Público do Estado, que divulgou nota de pesar.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta