Arthur se despede hoje do terceiro mandato, posicionando-se para novos desafios

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Engana-se quem pensa que, aos 75 anos, Arthur Virgílio do Carmo Ribeiro esteja se despedindo hoje da política.  Ao encerrar seu terceiro mandato como prefeito de Manaus, ele fez uma maratona de inaugurações nos últimos 90 dias, o que indica claramente sua intenção de encarar novos desafios em um futuro bem próximo.

O veterano político está na vida pública desde 1978, quando disputou sua primeira eleição, para deputado federal. Ficou na primeira suplência. Quatro anos depois conquistou o primeiro mandato e a partir daí passou a protagonizar disputas majoritárias, começando pela memorável campanha ao Governo do Estado, em 1986, quando rivalizou com Amazonino Mendes, que também disputava sua primeira eleição majoritária, depois de ser prefeito de Manaus, indicado pelo então governador Gilberto Mestrinho.

Neto conquistou o primeiro mandato majoritário em 1988, ao eleger-se prefeito de Manaus pela primeira vez, derrotando o lendário Mestrinho. A partir dali estabeleceu-se definitivamente como um político macro do Estado.

No atual mandato teve percalços, o principal deles involuntariamente, quando o enteado, Alejandro Valeiko, envolveu-se em um rumoroso homicídio, que vitimou o engenheiro Flavio Soares. O episódio atrapalhou os planos do prefeito, de encerrar mais essa passagem pela prefeitura no auge da popularidade, o que fatalmente ocorreria, se não fosse o acontecimento inesperado.

O corredor do Mindú

Neto guardou para os dois últimos dias do mandato a entrega de obras de vulto. Ontem ele declarou concluído o parque Linear 2, uma parte importante do corredor ecológico do Mindu, que vai melhorar o escoamento do trânsito e beneficiar moradores das zonas Norte e Leste.

Para marcar a entrega da obra, ele realizou a abertura para tráfego da última ponte do corredor, a que liga a rua João Câmara até a avenida Autaz Mirim. “Uma ponte que marca essa ligação e marca o final da obra, agora temos um desafogo no trânsito e um belo corredor viário para Manaus usufruir”, resumiu o prefeito.

Neto ressaltou que a obra do corredor viário teve seu pontapé inicial com a construção da avenida Nathan Xavier, em 2013, permitindo que o condutor saia da avenida Governador José Lindoso, a conhecida avenida das Torres, seguindo até a avenida Autaz Mirim pelo corredor ecológico do Mindu.

“Este foi um compromisso que assumi em 2013, a primeira obra da minha gestão foi a avenida Nathan Xavier, que é muito importante nesse complexo que temos. Esta é uma obra longa, que foi feita com muito cuidado e que permite o condutor sair do bairro Novo Aleixo, passa pelo Mutirão e leva até ao bairro São José. Uma grande obra que marca a conquista das pessoas decentes dessas comunidades, feita por uma equipe aguerrida, da qual sinto imenso orgulho e gratidão”, destacou o prefeito.

Executada por meio do Programa de Recuperação Ambiental e Requalificação Social e Urbanística do Igarapé do Mindu (Promindu), a intervenção nasceu da necessidade de se implantar soluções ambientais corretas na área da bacia do igarapé do Mindu, interrompendo um ciclo de vários anos de ocupação irregular em áreas de preservação permanente.

“Fruto de um empréstimo com a Caixa Econômica Federal, um dinheiro que encontrei quando cheguei ao governo e que não tinham tocado, não sei o motivo. Recebi uma prefeitura endividada, mas tinha esse dinheiro parado e resolvi dar início a esse sonho, que agora é realidade”, finalizou Arthur Neto.

Ônibus novos

Mais 71 novos coletivos foram entregues nesta quarta-feira, 30/12, pelo prefeito, na área do terminal de integração Helso do Carmo Ribeiro, o T6, no bairro Lago Azul, zona Norte de Manaus. Somando-se aos outros 112 ônibus entregues em setembro, agora são 183 unidades novas, completando um legado de melhorias no transporte público, que inclui a construção de quatro estações de transferência, novos terminais e plataformas centrais na avenida Constantino Nery.

“São mais 183 ônibus, renovando a frota e aposentando alguns. Nesta quinta concluo minha gestão e eu lutei até o final para que tivéssemos ônibus novos e ainda deixando um compromisso que vai beneficiar o próximo prefeito, que é de completar a entrega de 300 ônibus logo no início do ano, ou seja, mais 117 veículos. No apagar das luzes, os coletivos estão aqui e vão oferecer alguma melhoria no sistema”, disse o prefeito de Manaus.

Arthur Neto vem realizando extensa agenda de entrega de obras, fruto de sua gestão. “Estou extremamente exaurido, mas eu não conheço cansaço quando se trata de cumprir com meus deveres e fazer o meu papel. Esses ônibus vão servir ao meu governo? Não! Mas vão servir ao povo de Manaus”, completou.

A chegada dos novos ônibus faz parte das medidas anunciadas e já em execução, para promover o equilíbrio do Sistema de Transporte Coletivo de Manaus. Segundo o Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), os novos veículos são adaptados para pessoas com mobilidade reduzida, e são dotados de elevador de acesso e espaço adaptado, conforme lei municipal.

Os 71 ônibus são em modelo convencional e micrão, adequados para circular em ruas menores dentro dos bairros. Dessa forma, irão atender as zonas de Manaus e devem tornar as viagens mais ágeis, pontuais e confortáveis.  Os veículos entregues são das empresas Vega, Integração, Líder, São Pedro, Global e Açaí.

“São ônibus modernos e prontos para atender a todos os usuários com conforto e rapidez. O prefeito de Manaus, Arthur Neto, acerta, mais uma vez, e age transformando e tornando mais digna a mobilidade urbana da cidade”, disse o diretor presidente do IMMU, Francisco Bezerra.

Intervenções

A ação integra um grande pacote de intervenções da Prefeitura de Manaus, para a melhoria da mobilidade urbana, que inclui, também, a construção das estações de transferência São Jorge, Arena, Santos Dumont e Parque das Nações. Estão incluídas, ainda, as reformas de plataformas de embarque e desembarque de passageiros no corredor Norte/Sul, reforma de terminais de integração e a construção do novo terminal Helso do Carmo Ribeiro, o T6, inaugurado no sábado, 26/12.

“Foi feita uma revolução na mobilidade. Entregamos diversas obras para a melhoria e conforto à população. O próximo prefeito receberá um sistema de transporte coletivo bem melhor do que eu recebi quando assumi a prefeitura, há oito anos, e com uma infraestrutura que amanhã pode comportar um BRT ou outro transporte de melhor nível tecnológico do que temos hoje”, finalizou Arthur.

Último dia

Hoje o prefeito faz uma série de inaugurações. Entre elas: o paisagismo da rotatória do Samu-192, no conjunto Francisca Mendes, bairro Cidade Nova;o clínica da família Senador Severiano Nunes; as escolas municipais Júlia Barjona e Etelvina Pereira Braga; a reforma do Centro de Esporte e Lazer Zezão; a entrega parcial do Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) Avelino Pereira, no bairro Novo Aleixo; a nova sede da Secretaria Municipal de Educação (Semed); a cozinha comunitária do bairro Colônia Oliveira Machado; a entrega parcial da reconstrução do Terminal de Integração 1; o ginásio Dom Pedro; o complexo esportivo Desembargador Fábio do Couto Valle, no conjunto Aruanã; e o complexo viário Professora Isabel Victoria do Carmo Ribeiro, em frente à entrada do conjunto Manoa, na zona Norte.

Para evitar aglomeração e em prevenção ao contágio da Covid-19, todas as solenidades serão transmitidas pela página do Facebook, da Prefeitura de Manaus, e perguntas da imprensa podem ser previamente enviadas ao e-mail [email protected].

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta