Mesmo sem Amazonino, segundo debate da campanha é mais quente e gera polêmica

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Mais uma vez sem a presença do líder nas pesquisas, Amazonino Mendes (Podemos), mas agora sem um botão para atrapalhar, o segundo debate entre os candidatos a prefeito de Manaus, promovido pela TV Norte Amazonas, afiliada local do SBT, teve uma temperatura bem mais elevada, com destaque para os embates que disputam diretamente uma vaga no segundo turno – David Almeida (Avante) e Ricardo Nicolau (PSD). Este, aliás, acabou sendo o principal alvo dos adversários, que procuraram relacioná-lo o tempo todo ao senador Omar Aziz, seu correligionário, que não vem aparecendo na linha de frente da campanha.

Mediado pela apresentadora Márcia Lasmar, o debate não gerou tanto desgaste para o único ausente. Apenas uma única vez Amazonino Mendes teve seu nome citando, quando David Almeida escolheu um debatedor e disse que queria mesmo era debater com ele. O veterano político informou à direção da TV Norte que não compareceria porque está no grupo de risco da Covid-19 e o ambiente onde ocorreu o confronto não garantiria a segurança necessária. O candidato tem 80 anos de idade.

Para realização do debate, o Grupo Norte de Comunicação levou em consideração o critério da Justiça Eleitoral que estabelece a obrigatoriedade de convidar apenas os candidatos cujos partidos têm cinco ou mais representantes no Congresso. Nove dos onze candidatos se enquadram nessa regra. O candidato Chico Preto (DC), que não se enquadrava, fez uma live na frente da emissora, no momento em que ocorria o confronto.

O formato adotado pela emissora permitiu bons momentos, melhores que os do primeiro debate, realizado na Band Amazonas. Dessa vez foram três blocos. No primeiro, dois candidatos debatiam a pergunta feita por um telespectador. No segundo, as duplas discutiam temas escolhidos pelos próprios concorrentes e no último eles fizeram as considerações finais.

David e Nicolau protagonizaram os momentos mais tentos. O segundo acusou o primeiro de ter produzido escândalos em sua passagem pelo Governo do Estado e ouviu de volta que havia se afastado depois que o então governador recusou-se assinar um contrato superfaturado. O candidato do PSD e Marcelo Amil (PC do B) disseram, em momentos distintos do debate. que o representante do Avante seria apoiado pelo governador Wilson Lima (PSC) e pelo prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB). “Tenho o apoio de professores e policiais, sim, mas porque eles são gratos pelo que fiz por eles”, rebateu o “acusado”, que permaneceu sereno ao longo de todo programa. Seu principal oponente, entretanto, manteve as reações mesmo depois de sair do microfone, o que gerou uma intervenção da moderadora.

Alfredo Nascimento (PL) e Romero Reis (Novo) atuaram como franco-atiradores, procurando criticar a política e os políticos ao longo de todo o debate. E Zé Ricardo atacou do presidente Bolsonaro ao prefeito, procurando colocar-se como o único candidato de oposição.

Desta vez os candidatos puderam também exibir propostas que constam de seus programas de governo, entre uma polêmica e outra.

O debate pode ser conferido na íntegra no Portal Norte de Notícias e também no canal do Youtube da TV Norte Amazonas e na Página do Facebook da emissora.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta