Menino de cinco anos já contraiu malária seis vezes em comunidade do bairro Tancredo Neves

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print
luiz castro
Um menino de apenas cinco anos já teve malária seis vezes. A denúncia foi feita pela mãe da criança, Dina Alves, durante visita técnica da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa à comunidade Nova Floresta, no bairro Tancredo Neves, zona Leste de Manaus.
O presidente da Caama, deputado Luiz Castro (Rede) inspecionou a área onde há focos de malária e dengue no entorno de 70 residências, aproximadamente: uma família represa o igarapé que transpassa o Nova Vitória, Conquista e Floresta.
“Vimos casas ‘guardando’ um igarapé para si, como uma piscina particular, o que acaba provocando doenças em várias pessoas, principalmente nos mais vulneráveis. Além de o curso de rio virar esgoto a céu aberto, há adultos e até crianças que se banham ali”, apontou Luiz Castro.
O inspetor da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), José Carlos, afirmou que a instituição realizará o Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa).
Lixeira viciada
Junto com a FVS-AM e o coordenador do grupo musical Singeleza, Camilo Gomes, a equipe da Comissão de Meio Ambiente também viu uma lixeira viciada feita em uma erosão. Neste caso, Camilo Gomes explicou que o lixeiro não chega próximo às casas. O resultado é que os próprios moradores jogam os resíduos no local.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta