Carta aberta aos estudantes da rede pública

Por Jonas Araújo*

É com muito pesar que informo  a decisão  do governo federal, do presidente Michel Temer (PMDB), de proibir a sua entrada ao ensino superior.

A reforma do Ensino Médio, ao contrário do que o comercial da TV apresenta, é uma estratégia para impedir que você sonhe com um curso superior.

De acordo com a medida provisória aprovada, você terá como conteúdos  obrigatórios, nos três anos do ensino médio: linguagens e matemática. As outras matérias ficam opcionais, mas  não a você  e sim a SEDUC. Por exemplo, se você quiser fazer o Ensino Médio em Ciências Humanas e mora na Zona Leste,  a Secretaria de Educação pode decidir colocar todas as escolas que atendem esse público na Zona Oeste e você terá que atravessar toda a cidade para estudar.

O pior: as secretarias de educação poderão escolher uma única modalidade para ofertar e não oferecer as outras. Vamos a um outro exemplo… caso o governo resolva ofertar apenas o curso técnico, os estudantes não irão mais estudar História, Geografia, Filosofia, Sociologia, Biologia, Química e Física. Parece bacana, né? Mas, não é! Na prática, o Enem, os vestibulares e as provas seriadas continuarão cobrando todas as matérias.

Por isso, gostaria de convidar todos os estudantes a lutarem contra essa “Reforma do Ensino Médio”. Não deixe que decidam por você, levante e lute!

*O autor é professor das redes estadual e municipal de ensino

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta