Suicídio de reitor em SC e absolvição de ex-procurador no AM chamam atenção para injustiças

Uma investigação mal feita, uma acusação leviana e uma condenação sem provas. Esta combinação pode ser letal. Vide o recente suicídio do reitor da Universidade Federal de Santa Catarina, Luís Cláudio Cancellier, 18 dias após ter sido preso sob a acusação de haver desviado R$ 80 milhões do segmento de ensino à distância da Universidade Federal de Santa Catarina e as punições impostas ao ex-procurador de Justiça amazonense Vicente Crus, absolvido das acusações de haver planejado a morte do atual ministro do Superior Tribunal de Justiça, Mauro Campbell Marques.

No caso do reitor, a Polícia Federal invadiu seu apartamento e o levou algemado (pés e mãos). Pior: alegando não haver disponibilidade de cela especial, o colocou em um presídio público de 260 anos, em meio a presos perigosos, por 30 horas. Tudo para depois atestar que ele não tinha qualquer envolvimento com o caso.

O reitor construiu toda a vida na universidade, desde os 19 anos. Percorreu todos os caminhos acadêmicos: graduação, pós graduação, mestrado e doutorado. Acabou vítima da espetaculização das prisões. A verdade, hoje se sabe, é que Cancellier sequer estava sendo investigado. Os desvios ocorreram bem antes da entrada dele na reitoria e o valor de R$ 80 milhões nunca existiu. Na verdade, tratava-se do orçamento que a Universidade dispunha para ensino a distância no período de 2005 a 2015.

VICENTE CRUZ

O ex-procurador de Justiça Vicente Cruz passou os últimos anos execrado pela instituição a que pertencia, pela Polícia e pela mídia, acusado de haver planejado, em 2007, o assassinato do então colega e hoje ministro do STJ, Mauro Campbell Marques, com quem disputava poder no Ministério Público.

Na semana passada ele foi a julgamento e acabou absolvido por absoluta falta de provas. Pior: entre as testemunha que o acusavam estavam ex-colegas, que não conseguiram provar o envolvimento dele no caso.

VEJA

Esta semana a revista Veja apresenta extensa reportagem sobre estas injustiças a quem são submetidos cidadãos de bem em todo Brasil. Confira no seguinte endereço: http://veja.abril.com.br/brasil/a-morte-do-reitor-cronica-de-um-suicidio/

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY