Sítio arqueológico é liberado e duplicação da AM-070 avança

A duplicação da AM-070, a rodovia Manuel Urbano (Manaus – Manacapuru), está avançando rapidamente. Mais um sítio arqueológico, o da Capoeira dos Índios, foi liberado pelo Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Arqueológico (Iphan) para que o Governo do Amazonas pudesse trabalhar na área.A terraplenagem começou a ser realizada por equipes da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), responsável pela obra. Os serviços vêm acontecendo no trecho compreendido entre os quilômetros 64 e 68 da AM-070. 

Com essa liberação, teve início o processo de supressão vegetal monitorado por um arqueólogo. Ele verifica em cada espaço desmatado se há a existência de resíduos arqueológicos. Esse trabalho é feito com a retirada de uma camada de dez centímetros do solo a ser analisado pelo técnico. 

O passo seguinte, caso não seja registrada a presença de nenhum artefato, é liberar prontamente a área para a continuação dos trabalhos. “Creio que agora vamos conseguir cumprir, tranquilamente, o nosso cronograma, apesar das chuvas que atingem constantemente essa região”, disse a engenheira Ana Matos, que responde pela fiscalização da obra de duplicação da rodovia Manuel Urbano. 

Frentes de trabalho – De acordo com ela, outras ações continuam em andamento em várias frentes de trabalho no processo de duplicação da AM-070. Dentre elas, destaca-se a realocação de postes de alta tensão existentes ao longo da rodovia e que vem sendo feito em parceria com a Eletrobrás Amazonas Energia. Esse serviço concentra-se entre os quilômetros 55 e 75. 

Também estão em andamento o processo de pintura da estrutura metálica da ponte do rio Ariaú e o lançamento da pré-laje, bem como o aterro dos encabeçamentos dessa ponte. Na área de ponte do Miriti está em construção um muro de contenção. Os trabalhos de terraplanagem seguem em plena atividade entre os kms 35 e 45; e do km 57 ao km 78,14, já na entrada da sede do município de Manacapuru. 

Escoamento – “A duplicação dessa rodovia é de grande importância para o desenvolvimento dessa região, já que proporcionará melhor logística de transporte e escoamento da produção do interior Amazonas em direção a Manaus. A AM-070 interliga a capital aos municípios de Iranduba, Novo Airão e Manacapuru”, ressaltou o titular da Seinfra, secretário Oswaldo Said.  

A piscicultura, produção de farinha e o aparecimento de novos empreendimentos imobiliários são algumas das áreas impulsionadas.  A duplicação da estrada facilitará o escoamento, comercialização e distribuição de produtos do interior. “Também beneficiará diretamente os turistas, moradores da região metropolitana de Manaus, produtores rurais e a população em geral dos municípios das regiões do Médio Solimões, Purus e Juruá”, destacou Said.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY