Setrab e Ministério renovam acordo de funcionamento do Sine

O governo do Amazonas e o Ministério do Trabalho assinaram nesta quarta-feira (06) a renovação do acordo para funcionamento dos postos do Sistema Nacional de Emprego (Sine) no Amazonas. A renovação da parceria foi assinada pelo secretário do Trabalho do Amazonas, Dallas Filho, e pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, e tem validade até 2020.

Neste ano, o Sine-AM encaminhou mais de 4,7 mil pessoas para o mercado de trabalho, além de atender mais de 30 mil trabalhadores que foram em busca da Carteira de Trabalho ou dar entrada no seguro desemprego.

Com a renovação da parceria, a Secretaria do Trabalho do Amazonas (Setrab) planeja instalar postos do Sine-AM nos municípios de Parintins, Tefé, Manacapuru e Itacoatiara. “O planejamento para 2018 prevê a instalação de postos do Sine-AM em vários municípios, auxiliando o combate ao desemprego no interior”, destacou o secretário da Setrab, Dallas Filho.

O ministro do Trabalho disse que o governo Federal busca parceiros nos Estados para reduzir o desemprego e dar assistência aos trabalhadores. “A parceria com o governo do Amazonas é bem vinda! Estamos abertos para levar nossos serviços a todos trabalhadores, principalmente nas localidades do interior”, afirmou Ronaldo Nogueira.

Na reunião também foi discutido o apoio do ministério do Trabalho para reforma da Central de Artesanato Branco e Silva, que desde 2013 está fechada. O local recebia artesãos de todo Amazonas, que expunham e vendiam seus produtos.

A Central de Artesanato fechou as portas para reforma, com a promessa de reabrir em 2014, antes da Copa do Mundo no Brasil. Desde então, os artesãos de vários municípios estão sem local fixo para vender sua produção.

“Viemos buscar apoio do ministério do Trabalho para reabrir a central de artesanato. É um espaço que não podem continuar fechado, pois tem sua importância cultural e turística”, explicou Dallas Filho.

Carteira de Trabalho deve ser entregue na hora

A demora na emissão da Carteira de Trabalho também foi discutida na reunião. Em Manaus, o trabalhador demora, em média, 20 dias para receber a Carteira de Trabalho. No interior, dependendo da localidade, esse prazo pode chegar a dois meses.

Diante do problema, o secretário do Trabalho do Amazonas sugeriu que a Setrab emita, na hora, o documento ao trabalhador. Essa facilidade já existe no Estado de São Paulo, onde trabalhadores recebem o documento no mesmo dia.

“Sugeri ao ministro que a Setrab preencha e emita, na mesma hora, a carteira aos trabalhadores”, explicou Dallas Filho. “Nosso objetivo é agilizar a entrega do documento, beneficiando principalmente as pessoas que moram no interior”, argumenta o secretário.

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY