Sabá convida Omar e Melo para tratar do chamado “rombo na saúde”

O deputado Sabá Reis (PR), que foi vice-líder do Governo José Melo (PROS) e líder do Governo interino David Almeida (PSD) disse hoje que não vai permitir que o Governo Amazonino Mendes (PDT) coloque “politicamente e maldosamente” a responsabilidade do rombo de R$ 1,2 bilhão, que o secretário de Saúde, Francisco Deodato, diz ter constatado no setor, sobre o ex-governador interino. Por isso, encaminhou ofício convidando os ex-governadores Omar Aziz (PSD) e José Melo para discutir o assunto.

O novo líder do Governo, deputado Dermilson Chagas (PEN), em aparte, disse que os números foram levantados pela equipe de transição e encaminhados aos órgãos de fiscalização. “Ninguém está atribuindo a ninguém nenhuma responsabilidade”, disse ele.

Sabá, entretanto, disse que a Assembleia Legislativa não pode ficar apenas observando o secretário de Saúde ir a órgãos de fiscalização e não encaminhar os números ao Legislativo. Por isso, quer que Deodato também compareça à casa.

“O problema é que estamos falando de R$ 1,2 bilhão. Se eles detectaram o rombo e não sabem a quem responsabilizar, esta Casa pode ajudar com uma Comissão Parlamentar de Inquérito, inclusive com poder de Polícia”, disse ele, aplaudido pela plateia.

Segundo Dermilson, Deodato deve comparecer à Assembleia no próximo dia 17, terça-feira da semana que vem.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY