Réquiem para um grande homem

Por Dauro Braga*

Sangra o coração da Amazônia com a perda de um dos mais ilustres empreendedores que por aqui passaram deixando a marca indelével da sua operosidade, honradez e amor a terra que escolheu para seu lar. Falo do amigo José dos Santos Azevedo, um lusitano de boa cepa que trocou a brisa fresca de além mar, pelo calor dos trópicos que aquece a alma e afaga o coração.

Nesse momento extremamente difícil pelo qual passa nosso Estado precisaríamos contar com a inteligência e a competência de homens valorosos como o seu Azevedo. Pois bem amigos, sem levar em consideração este fato, o destino resolve abruptamente arrebatar- os esse notável ser humano e privar a sua família e todos seus incontáveis amigos do seu convívio agradável e de seus ensinamentos profundos.

Azevedo parte para a casa do Pai com a consciência tranquila do dever cumprido pois deixa para à comunidade amazonense um legado constituído por várias empresas que hoje oferecem milhares de empregos e contribuem expressivamente para os cofres públicos mediante o pagamento de impostos e consequentemente para o bem público, se acreditarmos no emprego socialmente justo desses recursos arrecadados. Para todos nós ele deixa o exemplo do trabalho profícuo que vence os obstáculos e as adversidades da vida e da probidade de caráter, que consegue suportar as tentações do ganho fácil mas suspeito.

José Azevedo fez parte do seleto e restrito grupo de intrépidos empreendedores que contribuíram para o fortalecimento do Estado do Amazonas através de múltiplas e inovadoras atividades empresariais, que alavancaram o progresso e consolidaram o desenvolvimento dessa abençoada terra de Ajuricaba retirando o Estado da situação falimentar em que se encontrava após o término do ciclo da borracha. Esse valoroso amazônida foi Doutor Honoris Causa formado pela emérita Universidade da Vida e credenciado a ministrar aula sobre os variados temas curriculares.

Com sua partida ficamos mais pobres de valores empresariais, contudo, resta-nos a esperança e a confiança de que o amigo Tonico, seu filho, possa continuar a grandiosa obra por ele deixada, ampliando seus horizontes e consolidando cada vez mais os objetivos visados para gáudio de seus descendentes e de toda a comunidade amazonense.

Enfim amigos, fecham-se as cortinas do grande teatro da vida e retira-se do palco sob aplausos e a incontida emoção de todos seus admiradores, o grande ator protagonista desse monumental espetáculo que conta uma história de trabalho, sucesso e honradez para continuar no céu uma outra obra ainda maior do que essa que aqui deixou.

Azevedo deixa um profundo vazio e uma grande saudade para todos nós que o admirávamos, porém o que nos conforta é a certeza de saber que sua chegada à casa do Pai foi motivo de grande alegria para todos os seus amigos e familiares que já se encontram por lá.

No vagar da minha imaginação, antevejo um cenário festivo onde em uma mesa presidida pelo Senhor Deus, tomam assento Samuel Benchimol, Natan de Albuquerque, Abraão Benarrós, Antonio M. Henriques, Phelippe Daou , David Tadros, Belmiro Vianez, Agenislau de Araujo, Izaac Sabbá, Izaac Benzecri, Emidio Vaz de Oliveira, Humberto Calderaro e tantos outros mais que merecem igualmente todo o meu respeito e admiração, mas que a minha memória desgastada pelo vendaval do tempo não deixa recordar seus nomes.

Amigo Azevedo, que Deus o tenha em seu reino de glórias, e que ele dê forças a seus entes queridos para poderem suportar a dor de tão grande perda. Enfim, MAKTUBE!

*O autor é empresário

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY