Prefeitura intensifica programa de combate à tuberculose

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), vai participar das atividades do Comitê Estadual de Controle da Tuberculose do Amazonas organizadas para o dia 24 de março, instituído pela Organização Mundial de Saúde como o ‘Dia Mundial de Luta Contra a Tuberculose’.O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, explica que, além das atividades em parceria com os membros de organizações da sociedade civil e outras instituições governamentais integrantes do Comitê, as ações serão intensificadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

“Nós vamos realizar atividades de comunicação, mobilização social e educação em saúde, busca ativa de sintomáticos respiratórios na demanda da unidade de Saúde e entre populações vulneráveis da área de abrangência do serviço, busca de faltosos e exame dos contatos de casos de tuberculose em tratamento, com o objetivo de ampliar o conhecimento da população sobre os sinais, sintomas e impactos socioeconômicos da doença que ainda apresenta elevada incidência em Manaus”, explicou Magaldi.

Em 2018, a intenção é superar os resultados alcançados na campanha do ano passado, quando 21.357 pessoas foram acessadas em 843 atividades realizadas por 170 unidades municipais de saúde. O resultado deste trabalho foi a detecção de 46 casos novos de tuberculose, entre 1124 suspeitos identificados e examinados, além de 317 examinados com contatos domiciliares de pessoas em tratamento de tuberculose e resgatados 26 pacientes que estavam faltosos ao tratamento.

Situação em Manaus

A incidência da tuberculose em Manaus ainda é considerada elevada. Em 2017 foram registrados 2.290 casos novos da doença, com taxa de incidência de 105,5 para cada 100 mil habitantes.  

De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (DEVAE) da Semsa, Marinélia Ferreira, em relação aos procedimentos laboratoriais para o diagnóstico da tuberculose nos Laboratórios Distritais do município, foram realizados 3.157 exames de baciloscopia de escarro, 3.885 exames de cultura de escarro e 9.850 Testes Rápidos Moleculares/TB (TRM).

“A proporção de casos novos de TB testados para HIV saiu de 68% em 2015 para 77,8% em 2017 (aumento de 14,4%), neste ano foram 383 casos novos de TB/HIV+. A ampliação do número de Unidades Básicas com teste rápido para HIV implantado tem contribuído diretamente para a melhora desse indicador. Manaus conta com 176 unidades de saúde com o teste rápido implantado”, informou Marinélia.

Exame de detecção

O exame dos contatos dos casos de novos de tuberculose pulmonar com confirmação laboratorial é uma importante medida para se detectar outros casos da doença na família e realizar medidas de proteção aos contatos saudáveis, contribuindo assim para a quebra da cadeia de transmissão.

“O percentual de contatos desses casos examinados no município aumentou de 63,1% em 2015 para 65,0% em 2017. O percentual de cura entre os casos novos de TB pulmonar com confirmação laboratorial também apresentou melhora, saindo de 72,6% ano 2015 para 79,3% em 2017 e o percentual de abandono de tratamento saiu de 17,8% em 2015 para 12,3% em 2017”, comemorou Marinélia.

Avanços

Entre os avanços que resultaram na melhoria dos números na capital, estão a ampliação das UBS com prova tuberculínica de seis para 11, com respectiva implantação do diagnóstico e tratamento da ILTB (Infecção Latente por Tuberculose, sendo quatro com SAE/HIV/AIDS), capacitação de pediatras para implantação de 45 referências para TB pediátrica, implantação do protocolo de investigação de óbito por TB, busca ativa de casos em populações vulneráveis (imigrantes em situação de rua, privados de liberdade, albergados e indígenas) e apoio a pesquisas operacionais para implementação da vigilância de contatos.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY