Pão (Santo) e circo 

Por Ronaldo Derzy Amazonas*

Patético! Bizarro! Bizonho!

Não há adjetivos mais adequados para descrever o lamentável episódio produzido por um Bispo, por Padres e alguns acólitos da Igreja Católica, quando estes se prontificaram a transformar o Santo sacrifício litúrgico da Eucaristia em um deprimente espetáculo político numa missa arranjada para celebrar, em cima de um carro de som de uma central sindical e estacionado para servir de palanque para protestos, a memória da morte da esposa de um condenado pela justiça e fugitivo de uma ordem de prisão.

Já assisti missa em altares improvisados para celebração de finados, bodas, formaturas, efemérides, etc. mas nada do que possa agredir a Santa Liturgia da Igreja Católica com o foi na ocasião em tela.

Há tantas igrejas, há tantas paróquias, tantos espaços adequados espalhadas pela cidade de São Paulo para se celebrar aquela data mas não! o indigitado Bispo e seu séquito tinham que correr para atender à ordem do condenado e, num gesto de pura subserviência e deleixo para com a Santa Liturgia da Igreja Católica, subirem em um carro de som enfaixado por cartazes a favor do aborto e ali montar um altar e celebrar uma missa rodeada por barrabazes, judas, maus ladrões, ateus, ateias e bandidos de toda espécie, alguns até comungando a Santa Eucaristia. Credo!

Enquanto, uma ex presidente demovida do cargo por conduta inapropriada lia, pasmém!,  a oração de São Francisco conhecida como oração Universal da Paz, muitos dos militantes do seu partido promoviam o terror pelo país afora como por exemplo, agredir e ferir covardemente um opositor, sujar o patrimônio público com palavras de ordem contra a justiça, obstruir as estradas, intimidar a mais alta autoridade judicial do país sujando seu prédio com tinta vermelha símbolo do petismo, numa série de  ataques odiosos e ameaçadores à ordem política, judicial e institucional.

Não é essa a conduta que os católicos esperam dos seus pastores e não é esse o comportamento que a nação suporta mais de gente acostumada a infelicitar o país com sua roubalheira, corrupção, desvios éticos e de conduta.

Espero que o recolhimento exemplar à cadeia do político símbolo da ascensão da classe proletária ao poder, ensine aos demais a sublime lição de que ninguém está acima da lei e da ordem.

Diria eu que se Jesus não tivesse morrido e ressuscitado dos mortos, ele estaria revirando no túmulo de tanta vergonha produzida por parte do clero.

Té logo!

*O autor é farmacêutico e empresário

P.S. – Segue NOTA OFICIAL DA LIGA CRISTÃ MUNDIAL

O uso da Santa Missa como instrumento revolucionário, no centro de uma indigesta e funesta manifestação de resistência à prisão de um condenado socialista que, comprovada sua culpa por duas instâncias da Justiça brasileira, mostra, de forma inequívoca e lamentável, como se encontra a realidade do catolicismo latino-americano, vítima e fruto da Teologia da Libertação. A LCM manifesta sua tristeza e lamento diante de tão sacrílega e ofensiva ação pseudo-litúrgica, onde a Santa Eucaristia, profanada de maneira solerte e imoral foi humilhada num teatro macabro e indecente, desonrando todos os católicos autênticos, jogando na lama da História a mesma ação litúrgica sacrifical que se realizou na época do Descobrimento do Brasil, como foi a Primeira Missa, marco da evangelização do nosso incipiente país. Como brasileiros católicos repudiamos tal ato nefando, e, nesse instante, desagravamos, diante de Nosso Senhor Jesus Cristo, tão grande ofensa. Que Deus tenha piedade daqueles que promoveram e assentiram em tão triste teatro montado, reduzindo o Sacrifício da Cruz a tão vil e insolente ato em meio a execráveis comunistas e ateus, que zombam do Evangelho, já que, em seu ideário, promovem o ódio, a violência, o erro, o aborto, o ateísmo e tudo que é contra-valor anunciado no Evangelho. Que Deus tenha piedade de nós.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY