Morre “Café”, uma das últimas militantes “gilbertistas”

A militante Miryam Moura da Cunha, a “Café”, faleceu hoje em Manaus. Ela era uma das emedebistas mais antigas e foi cabo eleitoral do falecido Gilberto Mestrinho desde sempre. Filiou-se ao então PMDB em 1991 e foi candidatas a vereadora da capital e deputada estadual algumas vezes. Era funcionária pública estadual, na área da Saúde.

“Era um exemplo de honradez, dedicação e espírito público, lealdade, ética e solidariedade, visando sempre o bem estar coletivo. E foi uma partidária exemplar”, diz  nota distribuída hoje pelo diretório regional do MDB.

O velório está sendo realizado na Funerária Nova Renascer, situada à rua Major Gabriel, 1974 – Praça 14 de Janeiro.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY