Justiça e MPE constataram caos na FCecon, mas diretor continua no cargo

Na semana passada, o desembargador Laffayete Vieira Carneiro Junior, da 1ª Câmara Reunida do Tribunal de Justiça do Amazonas, atendendo a apelo do Ministério Público do Estado, determinou que o Governo do Estado tomasse providências para melhorar o atendimento e as condições de higiene na Fundação Centro de Oncologia do Estado. A determinação chamou atenção para a gravíssima situação em que se encontra aquela unidade hospitalar.

O atual diretor da FCecon, o médico Marco Antônio Ricci, assumiu em janeiro de 2016, nomeado pelo então governador José Melo (PROS) com a missão de transformar aquela unidade em um hospital de referência no tratamento de pacientes com câncer. Ricci não apenas não cumpriu a missão como também piorou muito a situação.
Em menos de dois anos, ele já gastou quase R$ 180 milhões, o que corresponde a um orçamento maior do que os de muitos municípios do Amazonas. No entanto, o Ministério Público foi ao hospital e constatou sujeira por todo lado, falta de higienização dos leitos dos pacientes, superlotação, péssimo atendimento e outras irregularidades numa unidade destinada ao tratamento de pacientes que chegam ali já em estado absolutamente delicado.
Ricci simplesmente não se manifesta. E continua no cargo, uma semana após a posse do governador Amazonino Mendes. A troca de comando na FCecon é urgente e uma intervenção da nova administração urgente. Não é o blog que diz isso e sim os pacientes e os promotores que visitaram a unidade.
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

1 COMMENT

  1. LAMENTAVELMENTE, E VERDADE, TENHO ACOMPANHADO UMA SOBRINHA MINHA QUE TEM UM CANCER GRAVE, PARA CURATIVOS, E O ATENDIMENTO DEIXA A DESEJAR, TEM PROFISSIONAIS HUMANOS , SOLIDARIOS, ATENCIOSOS, MAS TEM UNS GROSSEIROS, DESCUIDADOS, AO PONTO DE UMA MOÇA QUE NÃO SEI SE ERA ESTAGIARIA, TECNICA OU ENFERMEIRA, ESTÁ SE MAQUIANDO E AO SEU LADO DIVERSAS PESSOAS SOFRENDO, CHORANDO, OUTRAS ESPERANDO, NÃO ESTOU INVENTANDO NÃO, INFELISMENTE VI ISSO….FORA ENTRADA E SAIDA DE FUNCIONARIOS TODA HORA NO SETOR DE EMERGENCIA, ………

LEAVE A REPLY