Eduardo Braga vai tomar medida jurídica contra executivo da JBS, que mentiu sobre ele na delação

O senador Eduardo Braga acaba de dizer ao blog que a delação do executivo Ricardo Saud, da holding J&F, dona do frigorífico JBS, “contém erros crassos e graves”. Segundo o parlamentar, ao contrário do que afirma o delator, os registros da Justiça Eleitoral comprovam houve nenhuma doação a ele ou à sua campanha do grupo J&F por via direta ou por meio de seu partido, o PMDB.

Braga diz ainda que não tinha por que ter seu apoio à presidente Dilma Roussef “comprado” pelo executivo, até porque era muito próximo dela desde que ela se tornou ministra da Casa Civil, ainda no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“A Dilma não precisava de ninguém para falar comigo, muito menos para comprar o meu apoio. Fomos parceiros desde quando ela foi ministra e, como todos sabem, fui ministro das Minas e Energia no segundo governo dela”, afirmou o senador.

Ele estuda tomar medidas jurídicas contra o executivo, que o acusou de receber R$ 6 milhões da empresa, dentro da cota de R$ 25 milhões repassada ao PMDB para supostamente comprar o apoio da bancada do partido no Senado à presidente.

 

 

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY