Delatora diz que Omar Aziz recebia propina paga por empresas da “Maus Caminhos”

O procurador federal Alexandre Jabur confirmou agora há pouco que a enfermeira Jennifer Nayiara Yochabel, administradora da Total Saúde, afirmou que o senador Omar Aziz (PSD) recebeu propina do esquema montado dentro da Secretaria de Estado da Saúde. A autoridade garante que ela citou o nome do parlamentar em diversos momentos, tanto no depoimento que prestou hoje quanto na delação premiada que negociou com a Justiça.

Depois da citação do nome de Omar, os inquéritos decorrentes da operação, em que ele está envolvido, devem subir para o Supremo Tribunal Federal, já que o senador tem foro privilegiado. O ministro Dias Tófoli já foi designado relator de um dos processos já instaurados sobre o assunto e homologou a delação de Yochabel.

A enfermeira era sócia do médico Mohamed Mustafa, considerado o principal operador do esquema, que teria desviado mais de R$ 110 milhões, a princípio, da Saúde do Estado, por meio de contratos fictícios ou superfaturamento de preços em unidades de saúde administradas pelo Instituto Novos Caminhos, também comandado pelo profissional, que deu origem ao nome da operação.

O primeiro a ser citado pelos envolvidos, ainda nos primeiros depoimentos, foi o irmão do senador, Murad Aziz, que seria sócio oculto de Mohamed. Agora, o nome do político está definitivamente envolvido na operação, como já era especulado há algum tempo.

Até o fechamento desta postagem, o senador não havia se manifestado.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

2 COMMENTS

    • Você não anda lendo o blog. Publicamos, sim, notícias que envolveram denúncias contra o senador, inclusive recentemente mostramos que ele votou para salvar Aécio Neves. Estranho você defender a não publicação de denúncias contra o senador Omar.

LEAVE A REPLY